MTI2ODg5MDMxMjI0MDM5OTAy

Tanto cá como por lá, as entidades oficiais andam muito atarefadas na perseguição de potenciais ilegalidades e seus autores.
Hoje mesmo, a notícia que abala a Coreia do Sul (a do Norte está demasiado ocupada a ver o The Interview) é o início da busca pelas autoridades competentes de possíveis provas que corroborem a acusação de que alguns funcionários da LG sabotaram máquinas de lavar da rival directa Samsung, aquando a IFA de Berlim deste ano.

Estas buscas estão a acontecer no quartel-geral da LG em Seul e numa fábrica em Changwon, onde se procuram os discos rígidos que possam ter prova desses actos levados a cabo (ou mandados) pelo director desta linha de produtos Jo Seong-jin e seus auxiliares directos. Seong-jin não pode ausentar-se do país devido à não ajuda à investigação, mas é esperado na próxima CES.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts