O LG PV150G é um projector que cabe no bolso e pode funcionar sem nenhum cabo ligado, mas precisa de ambiente controlado para mostrar resultados.

IMG_5097

O LG PV150G é um projector que cabe no bolso e pode funcionar sem nenhum cabo ligado, mas precisa de ambiente controlado para mostrar resultados.

Confesso que ainda estou pasmado com este micro-projector da LG. Não que seja um supra sumo de alta qualidade, mas sim pela sua dimensão e peso, arquitectura simples e munido das ligações necessárias para uma qualquer utilização, da mais clássica à mais moderna.

O LG PV150G faz parte da gama MiniBeam, pesa 270 g e mede 4,27 x 10,76 x 10,28 cm. Sim, é raro iniciar uma análise com estes dados, mas por aqui percebem a importância do factor. Para além desta vantagem de até caber no bolso de um casaco masculino, tem bateria para duas horas, uma coluna de som incorporada (monofónica com apenas 1 W mas que serve para algumas exposições) e, vamos lá ao que interessa, projecta a imagem até 100 polegadas. Sim, leram bem, 100″ com resolução WVGA de 854 x 480 pixels que enchem uma parede média.

IMG_5093

A outra grande vantagem é garantir total liberdade de movimentos e acessórios. Na secção traseira tem uma entrada HDMI (MHL) para conectar qualquer equipamento externo, preferencialmente um computador, garantindo deste modo a resposta para quem geralmente precisa de projectar dados numa reunião. Tem uma saída mini-jack para ligar auscultadores ou uma coluna externa (ou também uma mesa de mistura ou amplificador / hifi) e uma entrada USB directa que lê todo o tipo de media (há vários codecs vídeo). Na lateral direita temos a saída de ventilação e a conexão AC. No outro extremo a coluna de som, o botão rotativo para focagem e o kensignton lock. Em cima temos o botão de menu com quatro direcções e Enter. Mais simples não podia ser.

Mas quando mencionei que não é necessário qualquer tipo de acessório, apontei outra vantagem, quem sabe a mais prática para o “profissional em movimento”, que é a capacidade de ligação sem fios, através de wireless “screen share” ou Miracast. Com a App LG Screen Share é fácil conectar o smartphone que transmite, sem fios, o conteúdo e ainda serve como comando. Prático, não?

IMG_0034
com luz do dia
IMG_0036
em ambiente escuro

Vamos então à qualidade, sempre o problema deste tipo de projectores: num ambiente escurecido, tem qualidade mais que suficiente para se poder ver um filme ou admirar umas quantas fotografias. No que respeita à luz diurna, temo desapontar-vos: não chega lá. A imagem fica demasiado desvanecida e é difícil ler gráficos, mesmo numa dimensão de tela menor. A sua operação vai exigir sempre que se baixem as cortinas ou se apague a luz, o que pode não ser um problema em muitas das situações, como escritórios ou salas. Mas fica o aviso.

IMG_5092

O som da coluna incluída garante os mínimos. Tem alguma projecção e definição e deixa perceber facilmente um monólogo, por exemplo. Mas uma imagem grande merece um som alto e o meu conselho é que liguem o LG PV150G a uma qualquer coluna externa, mesmo as de maiores dimensões ainda que transportáveis. Vai valer muito a pena, garanto.

IMG_5096

Logicamente que um projector com estas características não pode ser comparado a modelos maiores e preparados para outro tipo de exigência, por isso vos aponto que é uma solução fantástica para se ver um filme ao ar livre desde que seja de noite, ou fazer a vez da TV no quarto, projectando um filme romântico ao Domingo aquando o brunch…. na cama. Para este tipo de soluções é insuperável, mais a mais porque pode estar guardado na gaveta da mesa de cabeceira, ao lado dos óculos e do comprimido para combater o ronco.

Finalizo com algumas características técnicas importantes, como as 30.000 horas de duração da lâmpada LED de 100 ANSI lumens, rácio de contraste de 1000:1 e Triple XD Engine.

PVP: 299€

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Análises – reviews

Breves

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata