20150614_110948

Num fim de semana quente de Junho, a Seat apresentou o novo Ibiza aos bloguers europeus com um intuito simples mas objectivo: passar a mensagem de uma marca apostada no desenvolvimento tecnológico e na melhoria qualitativa dos seus modelos.

Logo à saída do aeroporto fomos, cada um, presenteados com um “coche” já equipado com um smartphone (neste caso um Samsung, pois as marcas estabeleceram um acordo) conectado por mirrorlink ao sistema de infotainment.

Uma cidade como Barcelona impõe respeito a quem não a domina, infelizmente o meu caso, e foi com especial satisfação que percebi excelente o sistema de navegação. Chegar ao hotel foi directo e sem espinhas.

ibiza4

Manhã de sábado recheada de apresentações divididas por salas e temas. Há orgulho nesta geração Ibiza e uma clara aposta em comunicações temáticas curtas, cheias de cor, som e imagem, objectivas e decididas. Uma salva de palmas aos intervenientes nesta decisão, sem dúvida, um modelo a seguir.

Dos novos motores à enumeração das principais novidades, saímos do recinto com vontade em ter um Ibiza.

ibiza2

Mas antes de gastar dinheiro, nada melhor que experimentá-lo no seu habitat: a cidade.
Todo o interior foi renovado, apresentando-se agora com linhas simples que convergem para o ecrã táctil de 5,5″.

unnamed
O tablier foi alvo de um claro upgrade em materiais e design, à semelhança do modelo maior “Leon”. De tacto mole, promete evitar ruídos parasitas durante muito tempo. Os bancos são muito confortáveis e quatro adultos viajam à vontade.

ibiza9

Na sexta-feira calhou-me a versão connect que se situa no meio da gama. Em Espanha cada carro vendido oferecerá como brinde o smartphone A3 da samsung mas, infelizmente, essa medida não terá continuidade para Portugal.
Com o Ibiza connect fiz-me às montanhas que circundam a cidade em busca da mais perfeita vista. Numa serra com muitas curvas, percebi o imenso à vontade do Ibiza. Uma direcção perfeita e muito leve, ajudada por um comportamento eficaz, muito silêncio a bordo mesmo com o AC ligado.
Gostei deste connect de 5 portas e prometo revisitá-lo para uma opinião mais profunda aquando o lançamento em Portugal.

ibiza8

Para a manhã de sábado pedi um Ibiza FR, a tão famosa sigla que é a mais desejada no nosso país, onde conhece um sucesso fenomenal.
Calhou-me uma das novas cores, um vermelho alaranjado de nome Red Chilli. Em formato carrinha, mostrou um rugido já mais consentâneo com o meu gosto e um motor que promete alguma garra. Infelizmente, a manhã não deu para descobrir estradas mais livres e”rápidas”, portanto, reservo para Setembro a análise que todos desejam. De uma coisa fiquei certo: esta geração que mantém o traço original criado pelo designer Walter da Silva continua moderna e arrojada e a Seat gastou recursos e dinheiro onde mais precisava: o interior passa a ser dos melhores do segmento, com pacotes de personalização nos modelos mais caros, que prometem criar muitas dúvidas aquando a escolha das cores das jantes, espelhos retrovisores e alguns apliques interiores.

20150614_111315

20150614_110959
O volante de excelente tacto merece um aplauso, principalmente na versão FR onde se apresenta recortado em baixo e muito desportivo. O Ibiza FR terá dois pacotes exteriores exclusivos para Portugal: o pacote Preto e o pacote Titânio. No interior, apenas podemos optar pelo pacote Vermelho.

Os sistemas start/stop e hill assist mostraram a suas vantagens nuna condução citadina, mas é o sistema connect que faz as honras do modelo.

Através de mirrorlink, podemos espelhar o sistema do carro com o nosso smartphone e vice versa, através de um simples cabo USB. Desta forma, passamos para o ecrã táctil do Ibiza todas as nossas preferências e aplicações que guardamos no smartphone, inclusive facebook ou spotify. Podemos fazer chamadas e ditar mensagens por voz, como aceder aos conteúdos multimédia que temos guardados.
Também é possível conectar o smartphone com o sistema através de bluetooth.

unnamed2

unnamed

Preços e principais características:

ibiza my16 Ibiza SC Ibiza ST My16

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts