Se procura uma coluna sem fios, que tal escolher uma feita de bambu e envolta em cânhamo? E que ainda por cima tem uma qualidade espantosa?

É sempre muito interessante regressar a marcas que já me fizeram sorrir. A primeira experiência que tive com um equipamento da House of Marley foi com a pequenita coluna wireless ChantMini.

Fiquei convencido que a marca, pertence de certos descendentes de Bob Marley, estava no caminho certo, não só pelo design, como na aposta em materiais diferentes, como no caso da pequena Chant, uma mistura entre bambu e ganga.

E se o som é francamente bom para uma unidade deste tamanho, o entusiasmo cresceu quando desembrulhei a maior das colunas deste fabricante, a muito vistosa e francamente bonita Get Together.

Análise Marley Get Together

A designação não é um acaso. A Marley Get Together parece que nos incita à partilha das melhores coisas do mundo, desde a partilha de música à companhia dos melhores amigos.

São estes momentos que relembramos passados anos, certo? E se o som for bom, a experiência será inesquecível.

Análise Marley Get Together

Requinte e originalidade

A Get Together é grande com toda uma frente em bambu que também está no painel traseiro, com o resto do corpo forrado em tecido de cânhamo preto provindo de materiais reciclados.

No topo temos acesso a quatro teclas físicas, +/-, conexão bluetooth e on/off. Um led no extremo direito mostra-nos que está ligada.

Análise Marley Get Together

Esta caixa alberga dois tweeters (1″) e dois woofers (3,5″), tem saída traseira Bass reflex e 13 Watt RMS. As colunas estão fisicamente encostadas aos extremos o que garante alguma separação de canais para promover uma certa estereofonia.

Análise Marley Get Together

E o resultado é espantoso se usarmos bem a equalização do nosso equipamento reprodutor.

O som é denso, equilibrado, com agudos ricos e graves com alguma profundidade.

Os médios, que são sempre o mais complicado de gerir em colunas deste tipo, pois têm espaço a mais, são aqui bem tonificados, encorpando todo um conjunto de texturas e latitudes queestão ao alcance de poucas marcas, como a Bose e a Sony que brilham neste campo.

Análise Marley Get Together

O diferencial

Este coluna serve vários intentos, o que a torna bem mais interessante. É grande mas leve quanto baste para ser transportável.

É requintada para ficar bem com qualquer tipo de decoração ou em qualquer ambiente.

Mas, acima de tudo, como tem um minijack 3,5mm e uma tomada de corrente, podemos ligá-la a um TV e servimo-nos do seu excelente som para “ouver” filmes e séries que nos entusiasmam.

Análise Marley Get Together

É, portanto, um dois em um, que podemos levar de férias, para festas ou usufruir das suas capacidades mais “estáticas”, como, no meu caso, como intensificador audiovisual.

Existe ainda uma conexão USB Tipo A que serve apenas como powerbank para alimentar um smartphone enquanto debita a informação dele sacada.

A duração da bateria varia entre as oito e 10 horas, dependendo do volume a que reproduzimos a música. Quanto a mim, é curta, pois obriga-nos a transportar o transformador para, todos os dias, ou mais que uma vez por dia, dar-lhe o sumo de que necessita.

Análise Marley Get Together

Concluindo

Se o design e os materiais a diferenciam imediatamente da concorrência, há que reforçar esta “boa onda” – ou não mencionariamos Marley – que é a relação qualidade/preço: nesta altura, que já desceu alguns euros, é apenas fantástica.

Bem procurado, e até mesmo nas lojas convencionais, já a conseguimos comprar por menos de 160€, o que é um valor muito convidativo tendo em conta as particularidades e características técnicas.

O emparelhamento com qualquer device por bluetooth é simples e rápido e podemos alterar o modo de entrada através do botão físico no painel superior.

Análise Marley Get Together

Contudo, se a tivermos ligada por auxiliar, somos obrigados a desligar o cabo minijack para comutarmos para modo bluetooth. O que, para quem a tem ligada ao televisor como barra de som, não é prático.

Mas lá está, a Marley também não deve ter pensado nisso quando, e afinal, construiu uma coluna sem fios, não é?

Há também que ter algum cuidado com a equalização. A de origem, pensada pela marca, aposta demasiado nos agudos o que, para alguns tipos de música, pode ser incomodativo porque ficam algo estridentes. Daí ter iniciado esta análise com o cuidado que temos de ter na EQ.

Análise Marley Get Together

Com a adequada, a Marley Get Together é uma das melhores propostas do mercado a este preço.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *