unnamed

Se tivesse de comprar um novo portátil olharia com muita atenção para os denominados “híbridos” ou 2 em 1. Gosto da liberdade de ter um tablet com teclado independente. E se esse teclado for um complemento e uma mais valia, com mais bateria e um disco rígido, percebe-se bem porque tanto seduz os consumidores, ao ponto do segmento crescer a um ritmo de 41%, ano após ano, no período compreendido entre Janeiro e Julho de 2015, com a Acer a destacar-se neste segmento.

No mês de Julho, a Acer conquistou o primeiro lugar na região EMEA com 20% de quota de mercado e ocupou os lugares cimeiros em 10 países com as respectivas quotas de mercado: Alemanha (22%), Itália (36%), Espanha (23%), Arábia Saudita (42%), Bélgica (25%), Noruega (24%), Dinamarca (35%), Áustria (25%), Portugal (28%) e Finlândia (35%).

Segundo dados da GfK, a Acer é número 1 em Portugal com mais de 31% de vendas no segmento de tablets com sistema operativo Microsoft e mais de 50% em portáteis conversíveis. Em Espanha, a Acer é igualmente líder, graças a uma quota de mercado de 24% na venda de tablets com sistema operativo Windows e 33% no segmento de portáteis conversíveis.

No primeiro semestre de 2015, os portáteis 2 em 1 da Acer ultrapassaram significativamente a concorrência no segmento dos modelos destacáveis, com um crescimento ano após ano de 81% a nível mundial, 134% na EMEA e 259% na América Latina.

Desde o lançamento do primeiro portátil 2 em 1 na primavera de 2014, a Acer tem vindo a diversificar a sua oferta de produtos com novos ecrãs, processadores e design, apostando numa grande variedade de cores e texturas.

O mercado global de portáteis 2 em 1 tem vindo a crescer rapidamente, graças à aposta das aplicações de negócios e entretenimento na mobilidade e à procura por dispositivos ultra portáteis que garantam a produtividade de um computador e concedam a liberdade de utilização de um tablet, como fazem os dispositivos 2 em 1.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts