Renault Zoe

Atenção que esta pode ser a hora de comprar um eléctrico! Já tive a oportunidade de ensaiar o Renault ZOE (podem ler aqui) e esta nova campanha da marca gaulesa é realmente interessante.

Imaginem que têm um chaço velho que vale uns 1000 ou 2000 euros e que está na hora de reformar. A Renault oferece um incentivo à retoma – e não apenas ao abate – no valor de 4.500€, independentemente da data da matrícula, para quem adquirir um ZOE. Com este apoio, o modelo passa a estar disponível a partir de 17.150€, valor muito interessante e que até é mais em conta que um Clio TCe 90 GT Line, para citar um exemplo.

O Renault ZOE anuncia até 240 quilómetros de autonomia, com um custo em energia eléctrica na ordem dos 1,2 euros por cada 100 quilómetros percorridos. Já uma revisão do ZOE, imagine-se, tem um custo inferior a 30€!

O motor eléctrico debita 65 Kw, ou seja, 88 cavalos de potência. O binário máximo de 220 Nm (apenas menos 20 Nm do que o Clio R.S. 200 EDC) fica disponível em menos de um centésimo de segundo. Para acelerar dos 0 aos 50 km/h, o ZOE só precisa de quatro segundos.

Já as dimensões e a habitabilidade são em tudo idênticas às de um Renault Clio. As linhas são modernas, não passando despercebido o azul “elétrico” nos faróis dianteiros e traseiros, que remete para o universo dos automóveis 100 por cento amigos do ambiente.

O ecrã TFT (Thin Film Transistor) do painel de instrumentos e o ecrã de 7” da consola central do Renault R-Link confirmam que também o Renault ZOE beneficia dos equipamentos tecnológicos que caracterizam todos os modelos da marca.

Em Portugal, o ZOE beneficia, tal como os restantes modelos da gama Renault, da garantia contratual de cinco anos / 100.000 km.

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts