Comunicado de Imprensa

Apesar da Seiko ter sido fundada em 1881, foi apenas em 1913 que a empresa de Kintaro Hattori produziu o primeiro relógio de pulso do Japão, o Laurel. Assim, o ano de 2013 marca o 100º aniversário da relojoaria de pulso Seiko.

Ao longo deste período de 100 anos, a Seiko tem desenvolvido relógios que têm estado na vanguarda de cada geração da indústria relojoeira, incarnando o espírito do fundador da empresa, Kintaro Hattori, que determinou que a Seiko deveria estar sempre “um passo à frente dos demais”.

SEIKO_Logo1

Na década de 1960, a marca alcançou o mais elevado nível de precisão em movimentos mecânicos do mundo. Em 1969 desenvolvemos o primeiro relógio de pulso de quartzo do mundo, o Seiko Astron Quartz, cuja precisão extremamente melhorada revolucionou a indústria relojoeira. Em 1988, lançámos o primeiro sistema de alimentação automática do mundo – Seiko Kinetic. Este utiliza o mesmo mecanismo de corda automática de um relógio mecânico, mas o rotor activa um pequeno gerador eléctrico, carregando um acumulador que armazena e fornece energia ao movimento.

Seiko_logo 100_anos

Em 2012, a Seiko lançou o Seiko Astron GPS Solar, o primeiro relógio do mundo que recebe e utiliza os dados de posicionamento dos satélites GPS para indicar a hora exacta em qualquer lugar do mundo com o simples toque dum botão, e alimentado apenas pela energia da luz.

Para celebrar estes 100 anos de tradição em inovação, a Seiko criou um símbolo especial de aniversário que estará presente em todas as suas comunicações ao longo do ano. A edição limitada dos relógios de aniversário também foi criada como parte desta celebração. Comemoramos este centenário por dois motivos. Em primeiro lugar, em honra das conquistas de Kintaro e dos seus sucessores, mas também porque nos inspira a todos a mantermo-nos fiéis à sua visão de que a Seiko deveria estar sempre “um passo à frente dos demais”. A lealdade a esta ideia é o que irá assegurar o sucesso da Seiko nos próximos 100 anos.

Seiko-Astron-SAST009

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *