hdcp-2

Imagine esta situação: poupou dinheiro para comprar aquele televisor 4K de 55″ que lhe vai preencher a vida durante os próximos, vá lá, 10 anos.

“Agora é que é”, pensou, “está na hora de apostar”. Chegado a casa, monta a sua nova e brilhante 4K e começa a entender que o mundo não acompanhou a sua decisão. Os “conteúdos” das operadoras portuguesas, como agora se diz, não são transmitidos em 4K. Nem mesmo em FullHD puro, quanto mais quatro vezes essa qualidade anunciada e desejada. Então, vale a pena gastar bom dinheiro numa 4K quando as outras estão a preços super competitivos? E, mais importante, será que este seu novo televisor está preparado para o futuro?

1118_hdcp_380É aqui que está o busílis e um potencial problema global que vai colocar em cheque todos os fabricantes. Denomina-se HDCP (High-bandwidth Digital Content Protection) que é um sistema proposto pela Intel no longínquo 1990 para impedir as cópias de sinal puro, ou seja, em alta definição, tentando proteger desta forma os direitos de autor, entre outros.

O problema é que foi anunciada, muito recentemente, a evolução desta protecção para a norma HDCP 2.2 que será a responsável pela própria reprodução de conteúdos 4K (UHD) no televisor que acabámos de adquirir. Ou seja, é muito possível que o nosso brilhante TV 4K UHD possa não reproduzir essa qualidade apregoada e por nós, consumidores, desejada e PAGA.

Qualquer leitor 4K (e hoje os leitores podem ser os clássicos blu-ray, consolas de jogos, computadores, Pens, NAS, etc.) pode ser incompatível com a 4K que temos em casa, mesmo que possuindo uma porta HDMI 2.0, mas que não esteja equipada com HDCP 2.2.

hdcp-video-errorTemos também de pensar no futuro da reprodução dos próprios operadores portugueses, que optaram pela inútil Box (que é uma fonte de problemas e que retira muito do potencial tecnológico dos novos televisores, tornando mais de metade das suas funções totalmente inúteis), e que também passará pela problemática HDCP 2.2 que, não sendo uma aplicação de software, mas sim um mix entre soft e hardware, obrigará a uma profunda alteração física nos televisores não preparados. E, muito sinceramente, quem de nós que tem uma tela de 50″ na sala está disposto a carregar com ela até ao serviço técnico mais próximo?

Agora que começamos a estar avisados, só nos resta perguntar ao comerciante se o TV 4K exposto está ou não equipado com HDCP 2.2. E, como conselho adicional, o melhor é vermos na net o que se passa com os modelos que tencionamos comparar.
Se já comprou um, tente perceber a situação e fale urgentemente com quem lho vendeu em busca de uma solução.

 

  • info:

hdcp-2-2-what-you-need-to-know

wiki/HDCP

4k-content-protection-will-frustrate-consumers-more-than-pirates

 

 

 

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts