The 12-month collaboration envisages smart streets on which the cars, houses, road and grid are all ...

Smart Streets vai passar a léxico muito brevemente, se este estudo se verificar acertado

 

No decorrer de 2015, a Nissan e a Foster + Partners assinaram um acordo com vista a estudar “a estação de serviço do futuro” que chegou finalmente à luz do dia. A conclusão é simples, esta estação deixará de estar localizada numa tradicional bomba de gasolina multi serviço, para passar a ser tudo o que nos rodeia, desde a nossa própria habitação, à rua, à cidade e aos próprios veículos. Curiosamente, a conclusão mais interessante é que o conceito de Estação de Serviço vai deixar de existir.

O estudo baseia-se numa certeza: os veículos do futuro serão eléctricos. Com base nesta premissa, tudo passa a ser conectável com os ditos, desde a estrada que pode recarregar as baterias, aos espaços de estacionamento, ligações e tecnologias over-the-air combinadas, enfim, todo um novo mundo de interligações invisíveis.

Os veículos passarão a usar energia renovável a partir das casas próximas que, estando em rede, saberão poupar ao máximo os gastos correntes. Se não existir um lugar vago à nossa porta, não há problema: o carro parte sozinho em busca de um, por muito longe que esteja e ainda procura “estações” que estejam mais cheias, para evitar drenar os espaços em baixa. Depois, ao acordar, será o próprio carro que alimentará a bateria da nossa casa e, por conseguinte, as máquinas de café, lavar, TV, etc.

Como o próprio veículo é um “power hub”, servirá também como carregador para outros que necessitem, assim como recarregar os nossos equipamentos.

Será que vai ser assim?

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts