galaxy_note_3_branco

Sou um confesso fã dos Samsung Galaxy Note desde que testei o 2 tempos atrás. Logicamente que, quando me entregaram 3, a surpresa não foi tão grande quanto a anterior, mas serviu, e bem, para reforçar a ideia do que, quanto a mim, é o melhor smartphone da marca sul-coreana.

Tem um aspecto fabuloso com um grande e vistoso ecrã 5,7″ Full HD Super Amoled , a famosa S-pen com a sua útil suite e um processador Snapdragon 800 a 2,3Ghz com 3GB (sim, três) de RAM.

As coisas boas não ficam por aqui: a câmara traseira tem 13MP de resolução e permite, atenção, gravar vídeo a 4K Uktra-HD!!! Como chamarizes, ainda temos uma ligação USB 3.0 (e respectivo cabo) e uma bateria 3200mAh que é satisfatória.

Mas existem alguns pormenores que não lhe ficam bem, principalmente porque estamos a falar de um dos smartphones mais caros do mercado, e um deles é a capa traseira de plástico que tenta imitar (e pelo que ouço aqui e ali, consegue numa primeira vista) pele. Se é para parecer, há que ser. Não façam isso, Samsung.

 ViewCover

O ecrã é o trunfo deste Note 3 e a moldura lateral mínima, o que lhe confere um aspecto ainda maior e mais espectacular. Contudo, e mesmo que a tampa plástica ajude porque não escorrega, é preciso ter uma grande mão para o podermos segurar com vontade. É mais um phablet que um smartphone e fica a meio dessa fronteira complicada. Confesso que consigo perfeitamente atender um telefonema sem grande esforço físico, mas já vi senhoras com alguma dificuldade na mesma tarefa. «Ah, mas para isso existe o Samsug Gear que ajuda, e muito, todo esse processo, não é? Foi para isso que o lançaram…». Quanto ao Gear, guardo um capítulo no final deste ensaio.

As cores são sul-coreanas, ou seja, o ecrã exibe um imenso brilho e tudo é muito saturado. Exagerado, no meu ponto de vista, mas pelos vistos está de acordo com o gosto dos muitos clientes Samo. Sou sempre obrigado a retirar-lhe algum deste imenso festival colorido para me ser confortável de utilizar. De qualquer forma, nota positiva para o elevado contraste que facilita a visibilidade sob o sol lusitano.

Fisicamente não temos qualquer tipo de surpresas, com poucas teclas, entrada 3,5mm no topo e, na base, o espaço para a S-Pen e a ligação USB 3.0 que é também compatível com as fichas 2.0 tradicionais. Esta tampa plástica tem de ser retirada para permitir o acesso ao SIM e ao cartão microUSB.

A evolução do Android tem sido notória e, talvez muito brevemente, a Samsung pode vir a equipar os mais recentes modelos com a mais recente versão kitkat 4.4. Contudo, o que temos neste Note 3 chega e sobeja para utilizarmos todas as potencialidades deste supra sumo tecnológico. Tudo é rápido, fluido, vibrante. A multi-tarefa é uma realidade que não atrasa significativamente a operação geral, como estarmos a jogar Real Race 3 ao mesmo tempo que recebemos emails e que mantemos um chat no facebook, abrindo-o numa janela por cima do jogo em full screen. Aliás, esta possibilidade é um dos pontos fortes no Note 3, mesmo que, quanto a mim e em termos de utilidade real, seja pouco interessante.

Esta Multi-Window é uma característica presente no interface da casa denominado TouchWiz, que conta com um compêndio de funcionalidades que já descrevi na apresentação deste mesmo Note 3. De salientar, a pausa que o ecrã faz aquando a reprodução de, por exemplo um filme, quando afastamos o olhar (Smart Stay) ou o famoso Smart Scroll, auto explicativo mas que, comigo, tem tendência a não funcionar como o previsto.

 Samsung Galaxy Note 3 and Galaxy Gear India launch-1

A S-Pen é o grande factor diferenciador desta gama Galaxy e, destaca o Note como uma verdadeira ferramenta de trabalho. Tem vindo a ser melhorada de modelo a modelo e, desta vez, já podemos retroceder a página que estamos a ver ou a função que escolhemos através da própria caneta.

Para aumentar o factor wow, já nem precisamos de tocar com a ponta no ecrã para abrir a suite de trabalho. Ao retirá-la do espaço onde está alojada, a suíte abre-se automaticamente e depois é só aproximar a S-Pen e deslocá-la «no ar» para escolhermos as funções. Enche o olho, sem dúvida, e com o treino pode até acelerar a produtividade.

Note3-3-580-90

São várias as funções a que temos acesso, mas o que fascina, e talvez a razão máximo porque gostaria de ter um Note 3, é o extraordinário reconhecimento de escrita manual. Após uma certa aprendizagem, o software apreende mesmo o nosso traço e, acreditem, nem um médico consegue entender o que escrevo. Logicamente, quem diz escrita diz traço. É muito fácil tomar notas, desenhar, colorir, pintar, recortar, colar e editar com esta S-PEN. Este Samsung transforma-se quase num computador, em que podemos realmente trabalhar sem ter de transportar mais de um quilograma, cabos, pens e carregador. E é também pela existência de um Note 3 que ainda não me decidi pela compra de um tablet. Aliás, a maior parte não são tão úteis quanto esta proposta.

 

O Note 3 está apontado para utilizadores que já saibam tirar partido de todas as aplicações, menus e suites que existem hoje em dia, levadas a algum extremo pelos topos de gama das marcas. A Samsung melhorou o que já era muito bom, e esta nova verão garante-nos uma coisa: produtividade máxima!

A ligação às redes é rápida, o browser próprio conseguido e, para quem faz tudo para não levar o trabalho para casa, basta escolher o modo Knox (sim, baseado no forte Knox)) que permite dois ambientes distintos, com acessos, menus, programações e escolhas próprias.

A memória, como sabemos, esgota-se num instante, mesmo quando a aumentamos com um cartão externo. Mas que tal o brinde de 50GB gratuitos (24 meses) numa conta Dropbox oferecida em cada Note 3?

 

Também é fácil conectá-lo, com ou sem cabo, a um televisor. Nesse caso, saibam que o Note 3 é um completo leitor Divx (e demais formatos ou códigos). Lê legendas no formato srt, o que o transforma num prodigioso acompanhante multimedia, pois o leitor áudio é também bastante qualitativo.

Em suma, todo um sistema integrado na palma de uma mão… grande.

Mas em todo o melhor pano cai a nódoa e falta-lhe a simplicidade (mesmo com antena pelos auriculares) de um rádio AM/FM. Não o encontrei. Mas existe uma porta de infra vermelhos para controlar equipamentos audio-visuais da marca, o que é sempre um factor positivo para quem tem um LCD Samsung mas… só mesmo se for da marca (não é tão fabulosa quanto a App da LG).

 Galaxy-Gear-006-Set1-Front_Six

Galaxy Gear

O relógio multifunções da Samsung acompanhou o ensaio do Note 3 e, confesso, não gostei mesmo nada dele. Acontece que, se por um lado não sou um fashion victim (o principal target deste aparelho), por outro já conhecia este sistema (tenho o primeiro e também pouco bom Sony). Mas enquanto os japoneses aprenderam com os erros e lançaram a terceira versão já muito interessante (boa bateria, conjunto de aplicações, design e preço), a Samsung, na ânsia de querer dominar mais este novo segmento de mercado, deu um extraordinário tiro no pé.

Em primeiro lugar, não se entende como um aparelho tão caro, e Android, só seja compatível com alguns smartphones da marca. Depois o tamanho e peso, demasiado grandes. Pior, o sistema de carregamento da bateria que obriga à utilização de um difícil mecanismo em plástico. E pior, a duração da bateria.
Se tem pontos positivos? Não os encontrei. Talvez o facto de não obrigar a tirar do bolso o Note 3 para ver a chamada, mensagem ou email. Mas para «lembrete digital», o Gear é demasiado caro e depressa será esquecido pelas soluções mais dinâmicas, pequenas, poderosas e simples que 2014 vai conhecer. Quem sabe, até da própria Samsung.

 Ler tudo sobre o Gear aqui.

Vale a pena sorrir com o vídeo de promoção, pois relembra-nos quase todas as ideias que nos preenchem os desejos futuristas

 

Conclusão

Esquecendo esta crítica negativa ao Galaxy Gear e colocando-o na gaveta, temos de nos focar no Note 3. É fascinante enquanto equipamento multifunções, com um design que já cansa pela repetição mas que continua a ter muitos adeptos. Um excelente ecrã e câmara, a S-PEN e suíte própria melhoradas e eficazes, uma qualidade global acima da média, colocam este Samsung como um dos melhores smartphones do mercado. A questão do tamanho é um factor, pois torna-o mais difícil de manejar. Mas quem compra um Note sabe ao que vai e o que dele pretende. Conseguiu ser melhor que o muito bom Note 2 que também recebeu uma crítica global muito positiva. Em termos de máquina pura, supera mesmo o FGalaxy SIV.

Só é pena aquele toque de novo-riquismo com o plástico a imitar pele, com costuras e tudo. Se fosse a sério, valeria mais o que pedem por ele. Mas é uma, como se costuma agora dizer, «inverdade».

Globalmente, nota quase máxima! 

PVP: Aprox 800 euros (livre de operador)

.

Características

Plataforma

  • Compatibilidade com GSM / 3G HSPA+ / LTE
  • Compatibilidade com GSM / GPRS / EDGE (850 / 900 / 1 800 / 1 900 MHz)
  • Compatibilidade com LTE (800 / 850 / 900 / 1 800 / 2 100 / 2 600 MHz) dependendo do mercado
  • Compatibilidade com HSPA+ (850 / 900 / 1 900 / 2 100 MHz)
  • 802.11 a/b/g/n/ac disponível
  • Wi-Fi Direct disponível
  • Bluetooth 4.0: PBAP, A2DP, AVRCP, HFP, HSP, OPP, SAP, HID, PAN, DI, MAP
  • NFC disponível
  • Compatibilidade com DLNA, MHL 2.0
  • Suporte para KIES, KIES Air

Processador

  • Quad disponível
  • Velocidade de CPU Quad de 2,3 GHz

Sensors

  • Sensor Acelerómetro, Geomagnético, Giroscópio, Luz RGB, Barómetro, Proximidade, Gestos, Temperatura e Humidade, Hall disponível

Conectividade

  • USB 2.0, USB 3.0 (Apenas MTP)
  • Entrada de áudio estéreo de 3,5 mm
  • Ranhura de memória externa MicroSD (até 64 GB)
  • Compatibilidade com Micro SIM (3FF)
  • Conector Micro USB 3.0 (5,3 V, 2 A)
  • MHL disponível

Serviços e Aplicações

  • Samsung Apps disponível
  • Disponível no Hub da Samsung (dependendo do mercado)
  • Disponível no Hub da Samsung (dependendo do mercado)
  • Disponível no Hub da Samsung (dependendo do mercado)
  • ChatON disponível
  • ActiveSync disponível
  • EAS / MDM / ODE / VPN

Sistema Operativo

  • Compatibilidade com Android

Memória

  • Memória 32 / 64 GB

Dimensões

  • Dimensões 151,2 x 79,2 x 8,3 mm (A x L x P)
  • Peso 168 g

Bateria

  • Bateria padrão 3 200 mAh
  • Até 11 horas de tempo de utilização da Internet (3G)
  • Até 11 horas de tempo de utilização da Internet (LTE)
  • Até 13 horas de tempo de utilização da Internet (Wi-Fi)
  • Até 13 horas de tempo de reprodução de vídeo
  • Até 84 horas de tempo de reprodução de áudio
  • Até 21 horas de tempo de conversação (W-CDMA)
  • Até 420 horas de tempo de bateria em espera (W-CDMA)
  • Até 380 horas de tempo bateria em espera (LTE)

Audio and Video

  • Formato de vídeo: MP4, M4V, 3GP, WMV, ASF, AVI, FLV, MKV, WEBM Codec de vídeo: MPEG4, H.263, H.264, VC-1, VP8, WMV7/8, MP43, Sorenson Spark, HEVC
  • Reprodução de vídeo UHD disponível
  • Gravação até 60 fps
  • Formato de áudio: MP3, AAC, AAC+, eAAC+, AMR-WB, AMR-NB, Vorbis, FLAC, WMA, WAV

Ecrã

  • Tecnologia sAMOLED FHD
  • Profundidade de cor 16 M
  • Tamanho de 5,7″
  • Resolução 1920 x 1080
  • S Pen

Câmara

  • CMOS, 2 MP, Megapixels de resolução da câmara (frontal)
  • CMOS, 13 Megapixels de resolução da câmara (Traseira)
  • Flash LED HCRI de alimentação (1EA)
  • Focagem automática disponível

Cor

  • Jet Black / Classic White / Blush Pink

Serviços de Localização

  • GPS assistido, GLONASS disponível

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *