A versão mais pujante do Seat Ibiza está de volta numa sigla já emblemática para a marca do grupo VW – Cupra.

É já este mês que o Seat Ibiza Cupra entra em comercialização e promete fazer as delícias de todos quantos gostam de um pequeno desportivo cheio de raça.

O motor é o 1.4 lt TSI a gasolina com 180 cv de potência e 250 Nm de binário, acoplado a uma caixa automática DSG com sete velocidades e dupla embraiagem.

Como já vai sendo habitual nos automóveis modernos, também este Cupra não foge à optimização do som do sistema de escape para uma experiência sonora mais desportiva.

A performance é impressionante para um automóvel deste segmento com a Seat a anunciar 6.9 segundos dos 0-100 km/h e 228 km/h de velocidade máxima, o que torna o Cupra num dos carros mais dinâmicos da sua classe. Os consumos anunciados são de 5.8 lt/100 km e as emissões de CO2 ficam em 139 g/Km.

Comparado com os seus irmãos, o Cupra é mais baixo e oferece em opção um kit de travagem AR Performance. Este pequeno desportivo vem ainda equipado com um bloqueio electrónico do diferencial XDS, o que diminui a tendência para a sub-viragem e melhora a resposta em curvas mais rápidas. O ESP inclui o sistema de ajuda ao arranque em subida e as jantes de 17” são exclusivas desta versão.

As luzes em LED estão presentes na frente e na traseira, os espelhos retrovisores têm acabamento em preto baço e no interior mantêm-se o look minimalista já familiar no Ibiza, com um novo volante desportivo com patilhas da caixa de velocidades e bancos desportivos em couro.

A destacar ainda o Seat Portable System, um sistema infotainment que pode ser removido para uso portátil.

Com estas características e um design bem agressivo, o Seat Ibiza Cupra promete dar muito trabalho aos seus concorrentes, entre os quais o Ford Fiesta ST e o Renault Clio RS200 de que já falámos aqui no Xá.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *