maxresdefault

Fui um grande coleccionador de Swatch. TIve mais de 200, nas suas vitrines próprias, modelos carismáticos, raros, únicos, numerados e, depois, os que gostava mesmo.

Com o tempo, fui vendendo parte da colecção a interessados, à própria marca em Portugal, e até ofereci alguns a amigos e amigas que os usaram até à exaustão (geralmente da correia plástica).

Desisti na altura em que os helvéticos perderam o gás criativo e ousado, apostando no que a moda dita (cores, por exemplo) e só de vez em quando olho uma montra com as novidades.

De repente, surge um modelo que me ressuscitou a vontade pela marca, uma edição especial dedicada a Lisboa.

O desenho longitudinal representa os monumentos mais carismáticas da bela cidade, desde a Sé de Lisboa, passeando pelo Arco da Rua Augusta, o Eléctrico 28, o Elevador de Santa Justa, o Padrão dos Descobrimentos, o Cristo Rei até à Torre de Belém. O verso da bracelete tem o típico traço da calçada lisboeta.

As Sete colinas têm lugar próprio, assim como “Saudade”. Que tal, gostam da solução gráfica?

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts