johammer-electric-motorcycle-11

Este estranho veículo de duas rodas que sugere a forma de uma lesma que conhecemos e tratamos por caracol, tem assinatura austríaca e inova em muitos aspectos. Por exemplo, não há painel de instrumentos. Quer dizer, haver até há, mas não no sentido clássico. Em vez da colocação ao centro, os dados são integrados em paineis digitais colocados nos espelhos retrovisores.

Por outro lado, separa muito bem o sistema de travagem do da direcção, tornando tudo mais leve, preciso e de fácil utilização. Esta e outras opções são movidas, e aqui é que está a grande novidade, através de uma bateria com 12.7 kWh que permite que a Johammer (é o nome do bólide) consiga percorrer uns fabulosos 200 km por carga. O motor eléctrico está montado na roda traseira e também capta energia quando se trava. O fabricante garante uma vida útil de 200.000 km para a bateria ou quatro anos a 85% da capacidade enquanto nova. Nada mau.

Colocamos os pés em pequenos apoios (e em duas posições, a normal tipo equitação e a tipo Harley Davidson, se me permitem as analogias), visto que a travagem, tanto dianteira quanto traseira, é feita através das manetes. Quem já guiou uma scooter não vai  estranhar o conceito.

Existem duas versões disponíveis: a mais “barata” com bateria de 8.3 kWh custa cerca de 23,000€ e a mais potente, denominada… Big Daddy com bateria de 12.7 kWh chega aos 25,000€.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *