Com o objectivo de espalhar malware, os hackers estão a utilizar os nomes de artistas e músicas nomeadas dos Grammy 2020 Awards

Com o objectivo de espalhar malware, os hackers estão a utilizar os nomes de artistas e músicas nomeadas dos Grammy 2020 Awards.

As tecnologias de protecção da Kaspersky detectaram um aumento de 39% destes ataques (tentativas de download ou de executar ficheiros maliciosos), escondidos atrás dos hits de 2019 dos artistas nomeados, em comparação com o ano de 2018.

Ariana Grande, Taylor Swift e Post Malone estiveram entre os artistas favoritos dos hackers, sendo estes os nomes mais utilizados em 2019 para esconder malware.

A música é um apelo universal – não é apenas entretenimento, mas uma forma de terapia e educação, e funciona como um meio para expressar uma visão e transmitir mensagens.

As razões estão na sua popularidade e ampla acessibilidade, e, mesmo na era dos serviços de streaming, a música não escapa à actividade maliciosa: os hackers utilizam os nomes de artistas populares para espalhar malware, escondendo-o nos seus temas ou videoclips.

Com a realização da cerimónia referente aos maiores prémios de música este ano, e para mostrar a extensão deste problema, os investigadores da Kaspersky fizeram uma análise aos nomes dos artistas e nomes de canções nomeadas para os Grammy 2020 para encontrar malware.

Como resultado, a Kaspersky encontrou 30.982 ficheiros maliciosos que utilizaram os nomes dos artistas ou das suas músicas para espalhar malware, sendo que 41.096 utilizadores dos produtos da Kaspersky conseguiram detectar esta ameaça.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *