size_810_16_9_Flashgap

O nome está muito bem sacado, FlashGap, uma mistura entre FlashBack e o Gap (vazio) da nossa memória em relação ao que fizemos na festa da noite anterior.

Disponível para Android e iOS, a app FlashGap funciona através da criação de um evento para o qual o anfitrião convida os amigos que estarão presentes na festa que promete ser rija. As fotografias e vídeos que resultem dos smartphones dos convivas, são guardados numa pasta específica que só se “abre” ao meio dia do dia seguinte, o do apagão e consequente ressaca.

O criador, Julian Kabab, diz que cada fotografia só pode ser visualizada durante três breves segundos antes de desaparecer para todo o sempre.

Uma coisa é certa, todos os cuidados são poucos e antevejo dramas passionais e brutais discussões entre amigos.

E Kabab, essa das imagens “desaparecerem para sempre” também me cria algumas dúvidas…

 

 

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts