epark

comunicado de imprensa:

Com a aplicação da EMEL para Windows Phone – ePark – é agora mais fácil e cómodo pagar o parquímetro. Gratuita e disponível online na Loja Windows Phone, a aplicação promete facilitar a vida de muitos automobilistas que circulam por Lisboa e aumentar a sua mobilidade, uma vez que podem agora, de forma rápida e simples, pagar o tarifário de estacionamento através do seu smartphone.

Intuitiva, a aplicação permite uma melhor gestão dos gastos já que o utilizador apenas paga pelo tempo efetivo de estacionamento. Após instalar a aplicação e inserir os seus dados, pode começar de imediato a fazer pagamentos. Ao estacionar, apenas tem de aceder à aplicação, selecionar a opção “Iniciar” e o tempo começa a contar até ao período máximo permitido nessa zona. Quando regressa ao carro, basta selecionar a opção “Terminar” e concluir o pagamento. Com a vantagem de que é possível controlar o período de estacionamento, reduzindo ou aumentando remotamente o mesmo sempre que necessário. Ou seja, se está longe do carro e o tempo que tinha pago terminar, pode prolongá-lo recorrendo à aplicação; se, pelo contrário, demorar menos tempo do que tinha pago inicialmente, pode parar a contagem e só o valor correspondente ao período real que o carro esteve estacionado lhe é debitado. Adicionalmente, o utilizador pode definir um período de tempo inferior ao máximo permitido na zona em que está a estacionar e 10 minutos antes do tempo definido recebe uma mensagem a informar que o tempo vai terminar.

Mas as vantagens não ficam por aqui. Se mudar de carro, pode facilmente alterar a matrícula associada à aplicação, através de um simples clique na mesma. E também pode pagar em simultâneo o estacionamento do carro de um amigo que ainda não tenha a app instalada.

A aplicação foi testada num projeto-piloto que arrancou em junho em algumas zonas de Lisboa e que foi agora ampliada a toda a área metropolitana.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *