No principio era o verbo

Dizem que é o melhor smartphone do momento mesmo após o lançamento do iPhone 5. Tive-o tempo suficiente na mão para quase esquecer o Lumia com Windows 7.5 que, confesso, me enche as medidas. Mas depois de o entregar à Samsung e regressar ao de todos os dias posso afirmar que… o SIII É um maquinão! Aliás, É o maquinão!

Não vou aqui enunciar toda a ficha técnica do modelo mais conhecido da marca sul-coreana, nem onde estão os botões. Ele há imensos sites e blogues que o fizeram e podem, mesmo assim, aceder a muita informação no final destas linhas.

Mas uma coisa é certa, será difícil esquecer este ecrã de 4,8” super brilhante e com uma qualidade impressionante mesmo sob luz directa do sol, tecnicamente um ecrã capacitivo Super AMOLED HD com uma resolução 1280×720.

O tamanho do sucesso

A princípio estranha-se a dimensão do SIII. Parece demasiado grande mas como é tão fino e leve, consegue-se guardar no bolso dos jeans sem qualquer embaraço. Aliás, é até confortável trabalhá-lo, digo eu que prefiro ter o indicador da outra mão sempre a jeito para poder viajar pelo ecrã táctil, o que vai contra a política da Apple que defende a utilização com apenas uma mão (o que sinceramente deve ocasionar alguns problemas musculares ao fim de um certo tempo). A resposta é imediata, a experiência táctil suave, directa e muito precisa, uma maravilha a todos os níveis. Aproveito também para mencionar uma das duas críticas que tenho contra o SIII: a moldura lateral do ecrã é tão estreita que me fazia tocar sempre no ecrã quando o retirava do bolso. É bonito, moderno, mas prefiro um milímetro a mais de cada lado para um melhor manuseamento de qualquer equipamento (interessante a solução que a Apple encontrou no novo iPad mini para evitar exactamente este problema que chega a ser irritante).

Em termos de sistema operativo, esta versão 4.0 ICS do Android é um passo em frente em todos os campos. Muito mais fluída e dinâmica, rápida e com transferências visuais apelativas, é um gosto usá-la. Mesmo! E reafirmo que, vindo do actual Windows Mango, é difícil olhar para outro S.O. e achá-lo interessante, mas foi isso que aconteceu. E depois existem aquelas vantagens do Android e da sua mega loja, com aplicações fantásticas (o meu ecrã de abertura com o Flipboard naquela dimensão era simplesmente de arrasar).

Temos sete ecrãs iniciais que podemos inundar de aplicações, novo ecrã de início, até a barra de notificações está melhorada, mais informativa e apelativa.

O coração

Para alimentar uma máquina deste calibre, os engenheiros da Samsung sabiam que a tinham de dotar com um processador pronto para todas as necessidades e não pouparam esforços: um ultra rápido 1,4 Ghz Quad Core apto para todas as solicitações multi tasking. Aliás, até nos promos foi visível esse esforço, pois é fácil (embora só para a “fotografia”, ter um filme a correr numa janela pop up por cima de qualquer outra acção que estejamos a fazer). 16 gigas de memória interna são ok, especialmente porque sabemos que podemos aumentá-la com até mais 32 gigas via cartão externo.

Mas o que impressiona depois disto tudo é todo o package que temos na mão e embora demonstre uma qualidade de construção acima de qualquer crítica, o peso ultra leve para tão grande ecrã é um tanto ou quanto estranho e faz-nos, psicológica e fisicamente, agarrá-lo com mais cuidado. Convém aqui mencionar outra enorme vantagem deste Samsung para a concorrência directa que é o simples facto de se conseguir trocar a bateria e aceder facilmente ao espaço para colocar um cartão de memória que o eleva a outros níveis de armazenamento como citado anteriormente.

A câmara

Outro sector em que o SIII deslumbra é a qualidade da câmara fotográfica e vídeo. Com 8 megapixels de resolução, garante imagens precisas e com muito detalhe. Mesmo em ambientes mais escuros e se manualmente procedermos a algumas modificações, conseguimos bons resultados. O vídeo HD é fluído e de excelente qualidade para um, às vezes esquecemo-nos, telefone.

Aliás, e aqui um ponto muito a favor da Samsung, são os codecs vídeo já pré-instalados e que nos permitem reproduzir muitos dos formatos que por aí existem e que já nos habituámos a usar. E, inclusive, com legendas no formato srt. Um grande aplauso para a marca!

Os atributos da letra S

Existem algumas novidades dignas de registo. O S-Voice é uma delas e a resposta ao Siri da adversária Apple, mas ainda não está disponível em português o que é… muito estranho. De qualquer forma, funciona decentemente e é uma curiosidade que pode vir a ser importante.

Outra que já não funciona tão bem, e que por acaso poderia constituir uma enorme mais valia, é o Smart-Stay que, grosso modo, liga o ecrã cada vez que o olhamos e desliga-o quando o não fazemos. Mas comigo nunca funcionou. Até pensei que poderia ser dos óculos, mas mesmo tirando-os, o ecrã teimava em apagar ao fim de um certo tempo pré-determinado o que me chateava na visualização de vídeos.

Infelizmente não tinha outro SIII à mão para poder experimentar o S-Beam, uma função que permite passar ficheiros de um terminal para o outro apenas com um só toque (e que utiliza a tecnologia NFC).

Concluindo

O SIII deixa saudades e, rematando, É mesmo o melhor smartphone da actualidade. Rapidíssimo, extraordinário em multi função, leve, bonito, com um ecrã apenas inultrapassável, com algumas novidades bem vindas e outras a melhorar, bons leitores áudio e vídeo, uma câmara que vale a pena (com funções manuais, macro, auto focus, etc), bom software próprio sustentado por um Android já adulto, uma bateria que dura o tempo suficiente para uma utilização diária a todo o gás e com possibilidade de ser trocada assim como a fácil inclusão de um cartão de memória, disponível em duas cores (branco e azul, para simplificar), pouco há para criticar.

Mesmo muito pouco.

Mesmo com alguns meses no mercado, é ainda o smartphone a bater pela concorrência e tem, quanto a mim, o lugar no topo do segmento.

Parabéns Samsung.

Processador
FabricanteSamsung
ModeloExynos 4212 Quad-core
Núcleos4x ARM Cortex-A9
Velocidade1,4GHz
InstruçõesARMv7
GráficosMali-400MP
Software
Sistema operativoAndroid 4.0.4 Ice Cream Sandwich
InterfaceNatural TouchWiz UX
Memória
RAM1GB
Tipo RAMLPDDR2 SDRAM
Interna16GB
Tipo memória internaFlash EEPROM
Comunicações Móveis
BandasGSM 850 / 900 / 1800 / 1900, HSDPA 850 / 900 / 1900 / 2100
Ligações de dadosGPRS, EDGE, HSDPA (21 Mbps), HSUPA (5.76 Mbps)
Ecrã
Tipo ecrãSuper AMOLED HD
Tamanho4,8 polegadas
Resolução720 x 1.280 pixels
Densidade~306ppp
ProtecçãoGorilla Glass 2
Áudio
Saída3,5mm
ControladorWolfson WM1811
Formatos SuportadosMP3, AMR-NB/WB, AAC/AAC/eAAC, WMA, OGG, FLAC, AC-3, apt-X
RádioSim, FM com RDS
Ligações
Cartões de memóriamicroSD (até 64GB)
BluetoothSim, 4.0 com A2DP e EDR
WiFi802.11 a/b/g/n
NFCSim
HDMISim, via MHL
OutrosWiFi Direct, DLNA, WiFi HotSpot
Fotografia e Vídeo
Tipo SensorCMOS com BSI
Resolução8 megapixels (3.264 x 2.448 pixels) atrás + 1.9 megapixels (1.600 x 1.200 pixels) frontal
Focagem automáticaSim, com focagem contínua
Flash LEDSim
Formatos gravação imagemJPEG
Formatos gravação vídeo3GP, 3G2, MPEG4 1080p@30fps (câmara frontal a 720@30fps)
Formatos Leitura vídeoMPEG4, H.264, H.263, DivX, DivX3.11, VC-1, VP8, WMV7/8
Receptor GPS
Chip receptorBroadcom BCM47511
ProtocoloNMEA 0183
Serviços disponíveisAssisted GPS, QuickGPS, Geotagging, GLONASS
Bateria
TipoIões de lítio
Capacidade2.100mAh
Autonomia em repousoAté 590h (2G), até 790h (3G)
Autonomia em conversaçãoAté 21h40m (2G), até 11h40m (3G)
Dimensões
Corpo136,6 x 70,6 x 8,6 milímetros
Volume82,9 cc3
Peso133 gramas

Camila Hoffman

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *