Os capacetes integrais são verdadeiros salva vidas, mas quando um motociclista sofre um acidente, a maior gravidade e dados subsequentes resultam da concussão sofrida quando o cérebro bate na caixa craniana. Neste caso, os capacetes pouco fazem, mas uma equipa do Cincinnati Children’s Hospital liderada pelo médico Gregory Myer, com desenvolvimento técnico da Q30 Innovations, criou esta espécie de colar que aplica uma ligeira pressão no pescoço de forma constante, o que aumenta o fluxo sanguíneo de sangue no cérebro, mas de forma pouco pronunciada.

Este aumento faz com que o volume do cérebro aumente dentro do crânio, massa que vai preencher o tal espaço vazio (ou menos cheio) que possibilita o embate interno. Os estudos mostram que este sistema reduz em cerca de 83% o número de fibras cerebrais danificadas pelo acidente.

Fonte: Q30 Innovations