Desde que escrevi sobre a nova dobrável da B’Twin que tive o email inundado com pedidos de mais informação nomeadamente o tão temido… preço.

Pois nas Decathlon (empresa que desenvolve e comercializa esta marca de bicicletas) nacionais, não existe nenhuma informação online, mas já soube que o modelo mais barato, a Tilt 5, está à venda numa das lojas por 500 e alguns euros.

Convenhamos que o preço não é simpático, mais a mais porque a Tilt 9 é que apresenta o equipamento que procuramos numa citadina confortável, com uma série de “extras” que o não deveriam ser.

Em Inglaterra, a 9 vende-se por 550 libras. Acrescente-se mais uns 200 euros em cima de, grosso modo, 550 euros e vamos dar aos 750/800. É mais ou menos a descrepância que tenho encontrado noutras comparações a “olho”.

Mas a novidade do sistema, os melhoramentos dos componentes, a nova correia de carbono que dispensa lubrificação, as sete mudanças, luzes embutidas, novo quadro e etc, conferem-lhe mesmo um lugar bem diferente das demais.

 

Outras forças de venda:

1 Visibilidade (luzes embutidas alimentadas por dínamo, chegando mesmo a garantir quatro minutos de funcionamento com a Tilt parada, num semáforo por exemplo)

2 Versatilidade (equipada com sete mudanças, dínamo, melhoria dos materiais a nível geral)

3 Rapidez (a bicicleta dobra-se e desdobra-se com o novo sistema pop-up quase instantâneo)

4 Design Foll & Roll (para um transporte facilitado como se fosse uma mala)

5 Correia sem lubrificação para uma constante limpeza sendo ainda mais durável

6 o sistema Easy Clamp permite ajustar a altura do banco de forma fácil e rápida

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *