A pequena motoreta era endiabrada e revolucionou o mercado com o seu chassis pequeno, muito ágil e empurrado por um motor, à altura, brilhante.


A Vespa lançou a versão Primavera em 1968, três anos depois do meu nascimento e, creio, em minha honra.

A Primavera foi produzida até 1982, sem interrupções, o que demonstra bem o seu grande sucesso, ficando com um lugar cativo na história da marca e no coração daquelas gerações.

Vespa Primavera

Pois que chegou a hora da Vespa relançar este modelo! A nova Primavera regressa como protagonista no seu próprio tempo, herdando da sua antecessora a frescura da juventude e a alegria de viver.

Com um design radicalmente novo, uma nova carroçaria inteiramente construída em aço, novas dimensões (mantendo-se ágil, mas mais estável e confortável), a Vespa Primavera renasce – movida pelos ultramodernos e ecológicos motores de 50 cc a 2 e 4 tempos, 125 cc e 150 cc a 4 tempos com 3 válvulas – incluindo algumas das soluções técnicas e de estilo da Vespa 946, o mais prestigiado, valioso e tecnologicamente avançado modelo alguma vez concebido na história da Vespa.

Que está linda, está!

Vespa Primavera

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Análises – reviews

Breves

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata