A Netflix diz que somos infiéis. E sim, 45% dos portugueses já traíram.

Um estudo da Netflix revela que 45% dos portugueses que vêem séries em casal já traíram os seus parceiros e viram episódios sem a sua companhia.

 

Um estudo da Netflix revela que 45% dos portugueses que vêem séries em casal já traíram os seus parceiros e viram episódios sem a sua companhia.


A Netflix avançou com uma promoção bem divertida em que compara o assistirmos a séries televisivas que supostamente não deveríamos, ou que alternamos as que “estão da dar” com outras menos populares, como uma grande traição.

Ou seja, somos uns valentes traidores (“cheaters” em inglês) e até deu lugar a um estudo:

As conclusões são simples: 46% dos casais em todo o Mundo (obviamente os que assistem a série e filmes por streaming) já “traíram” a sua cara-metade. E em Portugal? Uma vergonha: 45% dos casais confessam que foram infiéis. O que é que isto significa? Significa que esta percentagem de portugueses não consegue esperar pelo seu parceiro de streaming (amigo/a, familiar, namorado/a)  para ver uma determinada série em conjunto e decidiu ver os episódios a sós.

Este comportamento até já tem designação: é o Netflix Cheating, identificado pela primeira vez em  2013 num estudo nos EUA. Quatro anos mais tarde, a traição triplicou e tornou-se num comportamento comum em todo o mundo. Este comportamento continua a aumentar com 60% dos consumidores a revelarem que cometeriam mais traições se soubessem que não seriam apanhados. E traindo a primeira vez, já não é possível parar: 81% dos traidores são reincidentes e 44% já o fizeram 3 vezes ou mais. Neste caso, em Portugal apesar de trairmos menos, a percentagem de reincidentes é mais elevada e sobe para 86% e mais de metade (51%) já traiu 3 vezes ou mais.

 

Se quiserem ler o estudo até ao mais ínfimo pormenor é continuar para baixo. Se quiserem apenas usar uns truques para se safarem, é ver o vídeo.

ONDE ACONTECEM AS TRAIÇÕES? (EM TODO O LADO)

As traições ocorrem em todo o mundo, embora existam algumas variações consoante os países. Entre os “maiores traidores” estão o Brasil e o México onde respectivamente 58% e 57% dos casais de streaming já traíram os parceiros. Entre os países mais fiéis estão a Holanda (73% dos inquiridos afirmam que nunca cometeram traição), a Alemanha (65%) e a Polónia (60%). Portugal fica a meio da tabela, com 55% dos casais a afirmar que não cometeram “infidelidades” com a Netflix.

QUAIS AS SÉRIES EM QUE TRAÍMOS? (TODAS)

Qualquer série é alvo de traições, mas mundialmente as que provocação mais infidelidades são The Walking Dead, Breaking Bad (Ruptura Total), American Horror Story, House of Cards, Orange Is The New Black, Narcos e Stranger Things. Em Portugal, o Top 5 das séries que provocam mais “traições” é composto por uma mistura entre comédia e drama. O “campeão das infidelidades” é A Teoria do Big Bang, seguido de The Walking Dead, Narcos, Foi Assim que Aconteceu e Uma Família Muito Moderna.

PORQUE É QUE TRAÍMOS? (NÃO CONSEGUIMOS EVITAR)

A maioria não tenciona trair… É algo que acontece: 80% das traições não são planeadas. Mas de quem é a culpa desta tendência crescente de deslealdade? Dois terços (66%) dos traidores mundiais afirma que “as séries são tão boas que não conseguimos parar de ver.” E nós não somos diferentes: 60% dos portugueses inquiridos não conseguiu parar de ver a série.

COMO É QUE TRAÍMOS? (DE TODAS AS FORMAS QUE PUDERMOS)

É melhor começar a dormir com os olhos abertos: 25% das traições acontecem quando a cara-metade adormece mesmo ao lado do prevaricador. Mas esta “traição” é alvo de debate. Mundialmente metade considera que “traição a dormir” não conta (53%) e em Portugal esse sentimento sobe para 76%. Mas nem todos veem isso da mesma forma. Os chilenos não acham que seja importante, mas para os japoneses é imperdoável.

Muitos mantêm as suas infidelidades em segredo: 45% nunca confessa as suas indiscrições.

A TRAIÇÃO É ASSIM TÃO MÁ? (DEPENDE ONDE VIVES)

Se te desviares do caminho da virtude, não te sintas muito mal. A traição tornou-se algo socialmente aceitável, com mais de 46% dos inquiridos em todo o mundo a dizer que “não é nada de grave”. Por cá somos ainda mais benevolentes, já que esta é a opinião de 56%. A perspectiva muda se vives em Hong Kong, onde 40% dos inquiridos considera que ver antecipadamente um ou mais episódios de uma série é pior do que ter mesmo um caso extraconjugal.

SERÁ QUE A MINHA CARA-METADE É UM TRAIDOR? (ALERTA SPOILER: MUITO PROVAVELMENTE)

A traição (“Cheating”) surge de muitas formas. A Netflix criou diversos perfis para explicar o fenómeno. Os “Cheating Profiles”, ou Perfis de Traidores, representam os géneros mais comuns de prevaricadores nos lares de todo o mundo. O infográfico ilustra as motivações e comportamento atrás de cada traição, ajuda a entender as reacções às traições e perceber como é que os casais podem ultrapassar estas indiscrições… Ou continuar a trair.

Tags from the story
,