A marca chinesa não perdeu tempo a responder ao Samsung Fold e optou por uma arquitectura bem diferente. O top 3 aguarda agora a proposta da Apple

Não foi uma total surpresa a apresentação do novo Huawei Mate X durante este Domingo no MWC 2019 que esta a decorrer em Barcelona.

E se perdeu um pouco o impacto de total novidade por ser mostrado poucos dias após a estreia do Samsung Fold (ler artigo), mostrou uma dinâmica muito forte na abordagem com este novo desenho e arquitectura.

Aliás, dobrando-se para fora ao contrário do Fold, também pisca o olho ao ecrã lateral informativo que foi marca registada da adversária sul-coreana.

Huawei Mate X - Xá das 5

Ainda estamos no princípio

Esta batalha só agora começou e somente os early adopters mais endinheirados poderão querer gastar 2300€ num smartphone que tem muito para oferecer… mas também para desenvolver.

Enquanto dobrados, e por muitos truques que o design industrial possibilita, estes dobráveis ainda ficam bastante espessos. Por isso, mais vale aguentar um par de anos para termos na mão um equipamento extraordinário, mas mais leve no peso e na carteira.

Huawei Mate X - Xá das 5

O que diz a Huawei do Mate X?

Em primeiro lugar, fala do Falcon Wing design, ou seja, uma abertura feita a mimetizar as asas de um falcão, o que tem uma certa imagética associada.

Detalhe nos acabamentos, a segurança de muitas horas de teste na dobra do ecrã, são apenas partes de um todo onde o ecrã OLED Huawei FullView é o rei da companhia quando, aberto, nos oferece 8″ para puro entertenimento. Podemos ainda optar por dvidir o ecrã para multitarefas, algo já normal dos topos de gama actuais.

Huawei Mate X - Xá das 5

Equipado com o mais recente processador da casa, Kirin 980, o Mate X tem uma novidade no seu interior: o modem Balong 5000 e quatro antenas 5G montadas no interior. E esta é uma grande diferença para o concorrente da Samsung. Está bem equipado com 8GB de RAM e 512 GB de memória interna.

As câmaras

A secção frontal, quando fechada, tem uma barra fixa do lado esquerdo que alberga muita tecnologia, inclusive, os sensores, três objectivas e flash.

Esta colocação, muito inteligente, faz com que deixe de ser necessário montar uma câmara frontal para selfies. Aliás, para além disso, oferece uma qualidade muito superior nessse contexto, pois usa as câmaras principais para todas as tomadas. Denomina-se “Mirror Shoting” porque usa dois ecrãs, frontal e traseiro, para total controlo e criatividade na edição.
Logicamente, a parceria com a Leica continua a ser importante.

Outros elementos

Com sensor ID na lateral (como nos antigos Xperia), que duplica função como botão on/off, este é também o primeiro Huawei que oferece um recarregamento ainda mais rápido com um carregador de 55 W SuperCharge. Ou seja, 80% da bateria de 4500 mAh são recarregados em apenas 30 minutos.

Huawei Mate X

Chegarão mais informações ao longo dos dias que irei acrescentar neste post.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Breves

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata