Mais um escândalo, mais um ataque, mais uma porta aberta: desta feita dão dados de mais 50 milhões de contas de utilizadores. Será que me levaram o PIN?


Isto já não tem piada e não é caso para memes, insultos ou postas de pescada.

A torneira aberta do Facebook continua a oferecer aos larápios digitais todos os dados de muitos dos seus utilizadores.

Dados que têm, forçosamente e contra tudo e todos, de estar a salvo dos cada vez mais frequentes ataques cibernautas.

A notícia surge hoje, mas o Mark já sabia dela desde o início da semana que agora termina. O que ainda é mais incrível, visto que recentemente fez um directo na sua rede aclamando os novos Oculus Rift.

Mark deveria lutar mais contra os hackers que contra os mamilos desnudados

Os invasores lograram explorar um recurso no código do Facebook que permite assumir as contas de utilizadores.

Têm tido dificuldade no acesso? Repetir o login? Eu tenho e estou bastante assustado. Mas mais estaria se tivesse nudes

O Facebook corrigiu a vulnerabilidade e notificou as forças da lei e ordem.

Mark também adiantou que a rede corrigiu a anomalia mas cortou o acesso às contas de 90 milhões de utilizadores esta manhã.

Nada se sabe sobre a origem do ataque, quem o fez e qual o alcance

Algo me diz que os empregados do Mark estão às apalpadelas, à procura do que não sabem e com a memória muito fresca do derrapagem bolsista demasiado recente.

Temos ainda a questão da Cambridge Analytica e ninguém esquece o ar robótico com que Mark respondeu às acusações.

Se o trabalho entretanto desenvolvido para fazer esquecer (ou tirar importância) a este drama ainda está em marcha, antecipa-se que o abandono da rede vai ser mais progressivo e muito mais rápido que o esperado. E agora não é só porque os mais jovens não querem ser espiolhados pelos pais.

Mais de 2 mil milhões de pessoas usam o Facebook todos os meses, e outros tantos usam separadamente o WhatsApp e o Instagram, ambos propriedade do Facebook.

Não é por aqui que Mark ficará mais pobre…

Fonte NY Times

Entretanto, e no mais completo Panic mode, eis a mensagem oficial para quem realmente precisar dela:

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Análises – reviews

Breves

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata