Retirar a nova topo de gama Sony do enorme caixote de cartão é em si toda uma aventura. Primeiro deparamo-nos com a leveza do painel, principalmente se atentarmos à sua dimensão. Depois percebemos a qualidade de construção e todos as ligações, comandos físicos (colocados atrás pois a moldura extremamente fina deslocou-os para um local pouco convencional) e aquilo que procuro sempre numa TV (que geralmente é a peça que mais anos aguenta na sala, para não falar do equipamento audiófilo) que são as ligações. E esta W9 (vamos tratá-la assim para simplificar) é perfeita nesse campo.

 

Não é fácil para uma marca conseguir manter e reconquistar os prémios internacionais que garantiu com o modelo do ano transacto e esta é a realidade da W9 que tem que superar a multipremiada HX853. E, para ir directo à questão… parece que conseguiu.

 

kdl46w905a2

Montar

 

Continuando com a aventura, o stand é muito bonito e de fácil montagem e permite uma certa rotação da Tv para ambos os lados. Na base uma pequena saliência com o logotipo e uma luz de operação embutida que vai mudando de intensidade e tom conforme a utilização. Dentro do pacote vêm também dois comandos, um geral e outro específico NFC e uma caixa com quatro óculos 3D activos.

 

É depois de instalada que a W9 demonstra toda a sua extraordinária presença o que é logo um dos pontos a favor. É que nem é preciso ligá-la para percebermos que estamos perante uma peça fantástica de design e tecnologia. Uma moldura extremamente fina num corpo negro mas que deixa notar uma linha ténue violeta, tal e qual o mesmo acabamento que os smartphone e tablet Z.

 

kdl46w905_e

Ligar

 

A primeira coisa que faço com qualquer Tv para ensaio é ligar três HDMIs e, no caso de um televisor topo de gama com 3D, pedir para ensaio um leitor Blu-ray 3D para aproveitar todas as suas capacidades, o que desta vez aconteceu com o mais recente topo de gama da Panasonic que conhecerá o ensaio ainda este mês.

Mas a própria Sony enviou-me uma pen com a apresentação oficial, cujos vídeos são tão bons, elaborados e refinados que nos transportam para outro mundo onde os vermelhos são quentes, os azuis majestosos, os brancos espantosos e os pretos densos. Se uma pen consegue isso, imaginem um blu-ray bem gravado…

 

É muito fácil ligar a W9 à rede doméstica e à net, mesmo por wireless, hoje já imprescindível com a cada vez mais democrática Smart TV. Todas as marcas têm a sua fórmula mas a Sony ainda está um passo atrás das concorrentes coreanas e até algumas nipónicas. Contudo, é uma questão de fornecer mais opções e este novo SmartHub é muito melhor que o anterior XCrossbar.

 

É também via rede que se acede aos discos rígidos que temos em casa, sejam dedicados ou dos computadores que estão ligados. Tudo é muito prático até chegar ao primeiro contratempo que afecta alguns utilizadores, como eu. A reprodução de vídeos (Avi, Mp4, Mkv, etc.) por este meio não permite a leitura de legendas o que pode ser dramático. Para isso, temos de optar por ligar o disco rígido por USB à W9. Ora quando estamos a falar de um investimento grande num televisor topo de gama, são estas pequenas nuances que podem ditar ou não o seu sucesso. E se para a maioria dos utilizadores esta é uma não-questão, para uma certa minoria é mais importante que a reprodução 3D.

remotes

 

Para além do Wi-Fi, o NFC também marca presença e permite uma interacção muito facilitada com o comando mais pequeno e com os Xperia Z, por exemplo, com os quais estabeleci conexão imediata (tanto o smartphone como o tablet) e que se tornaram parte integrante da experiência. E é viciante, vos garanto.

 

47W8 

Ver

 

A W9 (e parte da nova gama como a W8 e W6) está equipada com a mais recente tecnologia por retroiluminação LED Triluminos Display que, para além de prometer, oferece mesmo cores mais ricas e dinâmicas, intensas e muito realistas.

O processador de imagem X-Reality PRO assegura aqui uma quota parte desta responsabilidade e apresenta um nível de detalhes quase imbatível. A tecnologia Motionflow XR “trabalha” as sequências de acção mais rápidas e com mais informação, assim como o grafismo dos jogos mais complexos.

Tanta tecnologia alarga a gama de cores o que é garante de uma visualização mais realista e natural e com uma sensação de profundidade muito palpável.

Esta é, aliás, uma característica desta W9. A noção que se tem de profundidade remete-nos, algumas vezes, para a dinâmica da experiência 3D… parece mesmo que estamos a ver dessa forma, mas não. É 2D, bem 2D sem óculos. E este é um dos grandes trunfos desta W9. Cinco estrelas, Sony! Quase, quase que esqueço a falta das legendas em rede…

 

Há contudo uma ressalva que é um tanto ou quanto estranha: o ângulo de visão deste extraordinário ecrã é pequeno e convém estar mesmo de frente e centrado para ele. Um facto a ter em conta para quem tem outro tipo de necessidades. Se bem que se pode virar a W9 para os lados e assim contornar esta limitação, tal pode não ser possível em algumas situações, como por exemplo, se a montarmos numa parede.

 

Ouvir

 

Tenho uma boa notícia para todos quantos gostam de aliar qualidade sonora à imagem, mas que não querem ver a sua sala cheia de colunas de um sistema 7.1 ou semelhante: esta W9 tem um som apenas fabuloso! Sim, num corpo destes e sem os truques das colunas embutidas na base, esta W9 é poderosa!
A coluna de saída longa tem 1,2m, está escondida numa caixa integrada na traseira do televisor e consegue a reprodução de graves poderosos com bastante impacto e profundidade. O som é muito nítido e rico e garante a esta W9 o pack completo que qualquer utilizador procura.

 

973690727bba7a11f1c36f9bb418b247

3D

 

Com a profundidade conseguida em 2D pergunto-me qual é a necessidade do 3D, mais a mais porque não sou fã. Mas é uma das características ainda anunciadas pelos fabricantes e esta W9 até oferece quatro óculos activos o que, vindo da Sony em que quase tudo se paga, é um toque muito agradável. Activa é também a tecnologia utilizada nesta W9. Emparelhar os óculos por RF é fácil, bastando pressionar o botão ao centro das hastes e continuar a operação através do ecrã.

 

Estes óculos são muito leves mas continuam a ser um problema para quem, como eu, usa óculos por necessidade (a LG tem uma curiosa solução só de lentes que se encaixam nos nossos óculos e bem que poderia ser imitada pelos outros fabricantes).

A experiência 3D depende da fonte e de como está gravada. Muitas vezes a profundidade é tão suave que nem se dá por ela, outras é extraordinária. É uma questão de gravação, não de emissão. Mas quando é a sério, somos transportados para dentro do filme e da sua acção. Se activarmos o Live Colour, tudo é mais responsivo e realista. É uma experiência que enriquece o ramalhete de opções e tecnologias desta W9 e que coloca a Sony também ao nível do que de melhor se faz no segmento. Parabéns, mais uma vez!

 

Sony55W905ConnectionsHome

Fontes externas

 

Ver um Blu-ray bem gravado nesta W9 é uma experiência sensorial. Como tenho afirmado, faço sempre a experiência com o “Blade Runner” superiormente gravado e o “Big Fish” que parece mais um DVD feito em casa.
É apenas soberbo rever novamente a atmosfera criada pelo mais velho dos Scott, a profundidade dos planos, todas as tonalidades azuis e as sombras com as mais variadas escalas. Logicamente que o leitor ajuda e muito, mas tudo é… perfeito.

 

A reprodução de ficheiros AVI e outros são também excepcionalmente reproduzidos na W9, tanto através de streaming como por USB.

KDL46W905A

 

Conclusão

 

A Sony conseguiu, mais uma vez, criar um televisor soberbo. Exteriormente é muito bonito e bem construído. Com uma qualidade de imagem extraordinária em todas as utilizações e um som poderoso para acompanhar, não podemos pedir muito mais. O SmartHub facilita a experiência Smart Tv, mas ainda há poucos conteúdos e é um campo em que a Sony tem de melhorar. A teimosia em alguns limites, como a reprodução de legendas via rede ou streaming é que poderia ser evitada e, se assim fosse, não hesitaria em dar-lhe nota máxima. Mas como sou utilizador deste tipo de solução, tenho de descontar meio ponto. E só meio, porque a W9 não merece menos que um 10 bem redondo.

 

A série W9 está disponível em 2 tamanhos de ecrã: 46 e 55 polegadas:

PVP aprox. KDL55W905A: 2800€ PVP aprox. KDL46W905A: 2000€ 

Entretanto, a marca lançou uma nova medida com 40’’ que tem um PVP aprox de 1499€

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Breves

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata