Ensaio iRobot Roomba 780

Desde que os vi anunciados há vários anos que fiquei de olho nos Roomba da iRobot. Mas, como quase a maioria das pessoas que tiveram exactamente a mesma curiosidade, o factor preço foi sempre um obstáculo para satisfazer a questão mais importante: será que funcionam mesmo e limpam a casa?

Finalmente, consegui experimentar um destes mágicos robots com a parceria da Clever House (que também ofereceu um Roomba 720 para um extraordinário passatempo que conheceu enorme adesão aqui no Xá das 5) e tenho algumas considerações que, espero, consigam responder às dúvidas de quem está interessado na mais valia de um empregado doméstico que não tira férias nem resmunga pelo meio das ordens.

O modelo de ensaio é o Roomba 780, uma das unidades de maior dimensão e também melhor equipadas. Tirá-lo da caixa, ligar a dock à corrente eléctrica e alimentar-lhe a bateria é muito simples e qualquer pessoa sabe fazê-lo quase automaticamente. No pacote vêm incluídas duas paredes virtuais (faróis ou lighthouses, como preferirem) e um set de escovas e filtros para substituição, para além da já citada dock (base / estação de serviço / quarto de dormir).

 

contenu-boite-roomba-780

 

Características principais

Este 780 está equipado com o sistema de navegação iAdapt, é compatível com todo o tipo de soalhos, tem menos de 10cm de altura, factor muito importante como se verá mais abaixo, sensores que evitam quedas em escadas e outros desníveis drásticos, filtro HEPA, pára-choques de toque suave e modo de programação.

er_photo_156760_52

 

O sucesso Roomba

Gastar muito dinheiro num aspirador deste género pode ter duas leituras: ou as pessoas estão bem na vida ou a coisa até funciona. Na verdade, a iRobot está presente neste segmento há uma dúzia de anos e já vendeu para cima de sete milhões destas unidades circulares.

Não se consegue enganar tanta gente durante tanto tempo, não é?

Portanto, qual é o truque?

 

iRobot-Roomba1

Ligar e deixar andar

O modelo 780 é um dos topos de gama da marca e tem algumas melhorias face às unidades menos onerosas. Por exemplo, o sistema de navegação foi melhorado e faz umas estonteantes 64 análises ao meio que o rodeia… por segundo!

Isto nota-se com o tempo de utilização e observação. Se o deixarmos escolher o percurso sem obstáculos (como portas fechadas ou as paredes virtuais), percebemos que ele lá tem a sua lógica e que vai fazendo passagens sobre passagens, umas mais largas, outras mais rotativas, outras ainda mais teimosas, caso a zona apresente maior sujidade.

O 780 está preparado para ultrapassar o eterno problema de quem é amigo dos animais, e, para isso, tem filtros poderosos e anti-alérgicos (pólen, poeiras, etc.) presentes em alguns, não todos, modelos da marca e que aspiram, realmente, os pelos do chão. Na verdade, e um dado que nos alerta para o cotão e pelagem que se acumula em apenas um dia, é facto do reservatório (também não muito grande) encher-se facilmente numa única divisão. É, inclusive, um alerta para quem julga que a casa está um brinco.

E aqui está um dado importante para quem pensa que pode programar o Roomba para aspirar a casa toda enquanto se está no emprego: existe um limite físico e é exactamente o tamanho do reservatório para o lixo. Quando cheio, e pelo menos neste modelo, deixa de continuar a aspirar a casa. Compreende-se. Mas é um limite que nos obriga a esvaziar o dito (sistema muito simples e rápido) as vezes que forem necessárias e, para isso, é obrigatório estar próximo dele. E atenção a uma das grandes vantagens do 780: os 90 minutos de duração de uma simples carga!

Mas as mais valias são fantásticas! Na verdade, ele aspira e bem. Não tem problemas nenhuns na passagem de tapetes para soalho, madeira ou azulejo. Adapta-se fácil e rapidamente a cada exigência e até o demonstra com um sensor led azul ao lado dos cinco botões de função.

Contudo, não podemos deixar cabos pelo chão (auscultadores, USBs, etc.) Aí embrulha os ditos no seu sistema de escovas e, felizmente, trava o funcionamento quando tudo encrava. Não é difícil retirar os cabos, mas é um cuidado simples que se pode ter.

Com a sua altura, passa facilmente por baixo dos sofás, camas e móveis com pés. Aliás, é uma das suas maiores vantagens em relação aos aspiradores convencionais. Quem nunca arredou sofás ou camas que levante a mão…

Mas pode acontecer o inesperado. Ele próprio consegue fechar portas, devido à forma como tenta “safar-se” de um canto… há que estar de olho.

De resto, a tecnologia presente no 780, como a detecção de sujidade que utiliza até sensores acústicos para perceber os locais mais sujos com detritos maiores (por exemplo esferovite ou cascas de frutos secos) faz com que, num repente, o liguemos por tudo e por nada. E visto que até tem uma pega de transporte, levá-lo daqui para ali não custa nada.

 

IMAG0494

Temporizador

Tem um relógio interno e quatro botões de operação (sensíveis ao tacto) onde programamos a data e a hora actuais e, depois dessa primeira operação, nas quais queremos que ele limpe a casa. Basta depois confirmar ou apagar o que fizemos para reprogramar. Tudo muito simples.

Após uma intensa jornada de trabalho (ou porque precisa de mais bateria/energia), ele procura a dock de forma automática. Podemos, ainda, mandá-lo descansar ao premir o botão dedicado.

irobot-roomba-780-vacuum-cleaning-robot-for-pets-and-allergies_3886_220

 

Travões

Já mencionei o sensor que o não deixa cair pelas escadas, mas o conjunto também fornece dois “lighthouse”, ou seja, as famosas paredes virtuais. Basta colocar pilhas (a comprar à parte) e colocar cada “farol” à, por exemplo, porta de uma sala. O Roomba percebe que existe uma “parede virtual” e não ultrapassa essa linha, para nós, invisível.

Estes faróis têm, na verdade, grande importância e utilidade. Por muito que o barulho seja bem mais baixo que o de um aspirador normal, faz-se ouvir. Portanto, que tal manter uma parte da casa fora da actividade para alguém poder trabalhar descansado? Ou dormir uma sesta? Ou conseguir que o bebé continue adormecido?

Mas a verdadeira função é obrigar o robot a trabalhar uma sala ou quarto de cada vez, pois ele tem a tendência de “ir por aí fora à descoberta”, o que não é uma boa relação esforço/resultado.

irobot roomba 780 -5

 

E os animais?

Há dois gatos aqui na redacção, um deveras curioso que gosta de cães grandes, outro continuamente amargurado com os ruídos repentinos que o mundo teima em ter. A primeira interacção com o 780 foi complicada, com a consequente fuga. Mas como irão perceber se comprarem um, a utilização diária faz com que este “estranho animal” que anda sozinho pela casa (mas que precisa de ser “levado” de um andar para outro) passe a fazer parte da mobília e, não fosse a insistência em aspirar o caixote/casa do mais assustadiço, nada seria assinalável após duas semanas de intensa utilização.

É bem verdade, intensa utilização, pois torna-se num vício matinal, até mesmo antes do café.

er_photo_156763_52

 

Prós & Contras

Na verdade, tem mais prós que contras e eu não contava com isso. Foi uma extraordinária surpresa assistir ao seu funcionamento. Passa por baixo dos móveis e sofás e chega, assim, a locais mesmo complicados. Não é silencioso, mas ao contrário dos outros aspiradores, é suportável.
Ainda estou na fase da distracção, ao vê-lo superar obstáculos até complicados, mas sei que esta admiração também irá passar.

O facto de conseguir determinar que precisa de ir “para casa” é apenas extraordinário. Já os sensores não são novidade, mas funcionam muito bem. E os pára-choques suaves não estragam nenhuma parte da mobília (embora ocasionem algumas marcas no plástico do próprio robot).

Os faróis/paredes virtuais têm muitas aplicações úteis. É escolher conforme a necessidade momentânea.

E agora os contras: infelizmente, não sobe para os sofás e camas e quanto mais decorada estiver a casa, mais obstáculos tem de ultrapassar. Será sempre um complemento para a limpeza da casa, pois seremos sempre obrigados a aspirar com a ponta do tubo esta ou aquela almofada, aquele canto mais complicado e os degraus de uma escada.

Mas é um ajudante diário real. Digo mesmo, extraordinário. Este modelo 780 tem muita força e aspira a sério. Tem uma bateria que dura bastante tempo e todos os sensores fantásticos que lhe permitem andar pela casa sem tropeçar em nada ou ninguém. Ou pelo menos, até que feche uma porta e fique encurralado.

 

E para quem gosta de notas apreciativas, aqui ficam: 8/10