A Panasonic continua a manter a sua posição muito bem definida enquanto construtor de câmaras fotográficas (e vídeo) e está muito presente desde a base de gama aos equipamentos ultra-profissionais. Logicamente que tanto know how é uma mais valia para todos os equipamentos, como é o caso da sua sub-brand Lumix e as maravilhosas câmaras de formato 4/3.

Mais ou menos há um par de meses, tive a oportunidade de experimentar dois modelos muito sedutores, a compacta de topo LX7 (ensaio aqui) com lente fixa e a fantástica G5 (ensaio aqui) com intermutáveis 4/3. Fiquei positivamente impressionado com a qualidade de ambas e, confesso, com uma paixão especial em relação às características e qualidades da G5.

Mas sempre houve uma gama superior (ou diferente q.b.) que destacava a Panasonic de todas as suas adversárias, com uma linha mais profissional, mais objectiva e definida para uma certa casta de entusiastas e semi-profissionais que gostam de filmar vídeo utilizando todas as características das câmaras fotográficas, entre elas, a possibilidade de utilizar diferentes lentes: a gama Lumix GH!

 DMC-GH3EC-K-Additional_WebImage__HiRes-Image--[1]((Europe))-1ZoomA1001001A12I14B20131A96120

A DMC-GH3

 

Confesso que sou um apaixonado pelas GH mas nunca tive a real necessidade de investir numa profissionalmente (curiosamente, chegou a altura, pois o Xá das 5 vai começar a produzir vídeo) e era rara a oportunidade de poder experimentá-las, pois não são muito acessíveis. Contudo, sempre foi um tópico de conversa imediata, mesmo entre desconhecidos. Bastava que alguém a empunhasse para os presentes mais entusiastas quisessem logo ficar a saber de todos os truques e dinâmicas.

Foi com alguma impaciência que esperei pela possibilidade de ter a nova GH3 nas mãos, agora para um ensaio mais profundo, o que aconteceu nestas últimas semanas.

O que dizer? Começo por duas impressões imediatas: a qualidade de construção, notável! E o peso do conjunto, muito presente (o que é bom e menos bom).

Esta nova GH3 está apontada aos profissionais que utilizam DSLRs e tem no seu sistema sem espelhos um ‘convite’ bem estruturado: qualidade pro em dimensões muito mais comedidas e com lentes específicas que tornam o conjunto mais leve, transportável e utilizável.

Ou seja, a Panasonic quer seduzir os utilizadores Canon e Nikon que começam a olhar para o sistema mirrorless de uma forma bem diferente do que fizeram até agora. E já não era sem tempo.

 DMC-GH3EC-K-HiRes-Image__Image--[1]((Europe))-1ZoomA1001001A12I14B20128D20878

A técnica

 

A GH3 está equipada com um sensor Live MOS de 16mp, processador de imagem Venus Engine e alta sensibilidade ISO (de ISO 200 a ISO 12800 ampliável a ISO 125 a ISO 25600 em modo extenso). Conta ainda com o sistema de focus Light Speed AF (muito útil para imagens desportivas com sujeitos em movimento rápido) e é capaz de registar sequências até 6fps em máxima resolução ou 20fps a 4mp.
Mas é no campo do vídeo que as atenções se demoram mais: com sensores melhorados e mais avançados, temos uma resolução de 1080/50p Full HD no formato AVCHD e com uma taxa de bits de 28Mbps. Podemos ainda filmar no formato MOV1 a 72Mbps em ALL-I. Logo aqui, uma grande diferença para as suas concorrentes, ao permitir estes dois formatos, a que ainda podemos acrescentar a qualidade MP4 para imagens de menor qualidade mas perfeitas para, por exemplo, redes sociais ou youtube. A função Time Code inclui Rec. Run / Free Run e Drop Frame / Non Drop Frame. O design de dispersão de calor melhora a gravação de vídeo e permite um tempo de gravação maior, ultrapassando os 29 minutos, um limite máximo em muitas DSLR que muito enfurece alguns videastas.

Em vídeo, temos a vantagem da focagem automática contínua com reconhecimento de caras.

Como o ecrã (basculante) é touchscreen, podemos inclusive focar e desfocar por toque a zona a filmar, o que garante resultados muito rápidos e profissionais. É entusiasmante conseguir este tipo de solução com tão pouco trabalho e conhecimento técnico.

Este ecrã táctil de 3” é agora OLED e basculante a 180º na horizontal e 270º na vertical, muito brilhante sob a luz do sol que o torna ainda utilizável em condições mais extremas. Mas para situações mais complexas, existe o visor electrónico também OLED com uma resolução de 1.744.000 pontos.

 Panasonic-Lumix-DMC-GH3-back-main

Criatividade

Existem 14 filtros criativos diferentes que o utilizador pode escolher para conseguir uma imagem mais “artística”. Nem todos estão disponíveis para a gravação vídeo, mas estão lá os suficientes e, vamos ser concretos, quem compra uma GH3 não está muito preocupado com filtros digitais, pois sabe muito bem colocá-los em pós-produção com outro tipo de equipamento.

A Detecção de Rostos AF, a área táctil total AF e o rastreamento AF, também estão disponíveis na gravação de vídeo e podemos ainda escolher e utilizar o muito interessante Modo Criativo. O Modo de Exposição permite seleccionar um dos quatro modos manuais de vídeo: Programa AE / Prioridade à Abertura / Prioridade à Velocidade / Exposição Manual.

A GH3 tem os efeitos de câmara lenta e rápida que aplica uma variedade de efeitos ao cronograma de vídeo. Em adição aos três tipos de câmara rápida e 80% de vídeo em câmara lenta, inclui 48% e 40% de câmara lenta, tudo em full HD. O Controle Criativo está disponível em ambas gravações de fotografia e vídeo.

 Captura-de-ecrã-2012-09-19-às-11.33.57-600x960

Vídeo

 

É verdade, a capacidade desta GH3 é tão lacta que até abri um espaço só para vos dar nota de todas as possibilidades de gravação vídeo:

MOV:
1080p30 / 72Mbps (ALL-I)
1080p24 / 72Mbps (ALL-I)
720p60 / 72 Mbps (ALL-I)

1080p60 / 50Mbps (IPB)
1080p30 / 50Mbps (IPB)
1080p24 /50Mbps (IPB)

MP4: (all IPB)
1080p30 / 20Mbps
720p30 / 10Mbps
580p30 / 4Mbps

AVCHD Progressive (all IPB):
1080p60 / 28Mbps

AVCHD (all IPB):
1080p24 / 24Mbps
1080i60 / 24Mbps
1080i60 / 17Mbps

 180920121009-1347957065gh3_jacksideopen1347957065-mamini

Conectividade

A GH3 é poderosa neste campo e permite a adaptação de acessórios como um microne externo com ligação directa, segundo punho, etc. O corpo com ligas de magnésio (e resistente a salpicos e poeiras) é uma mais valia para o equilibrio do conjunto e convida a uma utilização mais profissional.

Não é uma câmara leve, pelo contrário, mas esse peso é, quanto a mim, perfeito para equilibrar a câmara e manejá-la com estabilidade. Acima de tudo, também nos dá a sensação que é um equipamento de topo, bem construído, sólido, competente.

A ligação HDMI permite ligar a um monitor externo para monitorizar o sinal de vídeo ao mesmo tempo que se grava, existe ainda uma ligação audio out e uma conexão Synchro para flash.
É também a primeira micro 4/3 a incorporar a função Wifi o que, como é normal nas câmaras que a têm (e cada vez são mais), permite o controlo através de um smartphone ou tablet mediante a app Link Lumix disponível para iOS e Android. A app é simples e oferece os controlos básicos de operação tanto em foto como vídeo. Podemos, após esta aventura, enviar as fotografias por wireless até ao destinatário que pretendemos. Logicamente que a utilização do Wifi reflete-se na duração da bateria, portanto tenham sempre isso em mente.

Este Wifi da GH3 também possibilita a conexão a uma rede DLNA (por exemplo e com um tv compatível, passar as fotos para o ecrã sem utilização de cabos) e a Panasonic ainda oferece o serviço nuvem do Lumix Club.

PAN-GH3-REVIEW-BUTTONS2

Qualidades

A GH3 é melhor que a antecessora em todos os campos, pelo que li aqui e ali. Não tendo as duas para comparação, acredito nessa conclusão.

Mas comparei-a com a G5, pois gostei tanto dos resultados dela, que passou a estar presente em todos os ensaios como base de comparação, pois foi a melhor APS-C que experimentei até agora. São idênticas em quase tudo, à excepção do ecrã que é melhor na GH3, mas cujo visor é melhor na G5. De resto, nada a declarar. Portanto, se já tinha gostado da G5 imaginem o quanto goste da GH3.

Mas é na gravação vídeo que tudo muda para melhor, pois é o grande trunfo desta GH3 e que deixa a milhas muitas das suas concorrentes… enfim, não se pode dizer directas, mas no mesmo patamar de preço/qualidade.

As cores são fiéis, desde as macros muito bem definidas e cujo AF é extremamente rápido, mesmo em situações de menor luz, como na obtenção de excelente profundidade de campo que torna sempre uma foto em algo mágico. A lente kit é muito bem construída e com um tamanho só possível neste sistema micro 4/3, sendo ideal para uma utilização generalista conseguindo sempre resultados francamente bons.

É a câmara ideal para videastas! As capacidades vídeo superam em muito a concorrência, a compressão é perfeita (atenção à capacidade do cartão SD, pois cada minuto ronda os 500 megas e só há uma slot na câmara) e as capacidades de controlo manual garantem um grau de profissionalismo pouco habitual nesta gama de preços.

Do que gostei mais, para além de botões FN por todo o corpo, é o sistema de focagem automática progressiva permitida pelo sistema mirrorless e, acima de tudo, o poder focar/desfocar escolhendo os pontos através do touchscreen e com uma simples pressão. Isto, meus amigos, vale ouro e é capaz de ser a melhor característica técnica desta GH3, verdadeiramente útil e entusiasmante.

GH3-Mg-front_side(5700K)_0824

Conclusão

A GH3 é soberba e pode ser a melhor micro 4/3 do mercado (ainda não pude ‘brincar’ com a Olympus OM-D que tem conseguido grande sucesso e entusiasmo), para além da mais barata e mais pequena G5.

Mas enquanto a G5 está apontada para utilizadores que procuram uma DSLR com formato, dimensões e peso mais pequenos, a GH3 é grande e pesada (embora sempre mais pequena que as suas concorrentes directas DSLR) e está apontada directamente a quem já faz vídeo com alguma regularidade e profissionalismo, sendo imbatível neste segmento e nesta relação qualidade/preço.

É uma câmara com uma construção sólida e perfeita, conta com uma gama de acessórios interessante e está apta para ser companheira de aventuras em terrenos mais complicados, até mesmo climatericamente. O conjunto não chega às 700 gr, o que é uma mais valia para quem a transporta, as características técnicas são completas e a qualidade dos resultados muito competente.

Mesmo com um preço pouco amigo da situação actual, e tendo em conta para quem é destinada, a DMC-GH3 passou a ser uma das minhas 5 câmaras peferidas.

Parabéns Panasonic, por mais um tiro muito certeiro.

 

preços
        – DMC-GH3AEG-K – corpo + objectiva 12-35mm – 2525,90 EUR
        – DMC-GH3EC-K – só corpo – 1379,90 EUR
        – DMC-GH3HEC-K – corpo + objectiva 14-140mm – 2089,90 EUR

 

Fotos não editadas

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *