bose-soundlink-mini-outside

Esta Bose SoundLink Mini confrontou-me com uma impossibilidade que julgava definida para todo o sempre: a qualidade de som e a sua presença versus o tamanho da coluna que projecta esse som. Se já fui seduzido por colunas pequenas mas de grande alma, ou finas e estreitas mas poderosas, sempre lhes conheci um preço associado assustadoramente alto. E, por outro lado, basta colocarmo-nos defronte alguns pares de colunas mais encorpadas para perceber que esta questão da caixa é realmente importante.

Há melómanos que investem mais dinheiro no seu sistema de som do que num automóvel. Aliás, o automóvel tem de ser um germânico full extras para chegar a certas fortunas gastas ao longo de uma vida e, naturalmente, comprado em Portugal com a malfadada múltipla tributação.

Quem esteve presente no último Audio Show, percebeu que um gira discos pode valer um pequeno apartamento e um simples cabo ter um preço equivalente a uma moderna scooter. Mas quem gosta de música e é um apaixonado pela vivência e viagens que torna possível, não liga a coisas dessas. E ainda estou para conhecer alguém que se tenha arrependido de ter gasto o que gastou no seu equipamento.

Tudo isto para explicar uma das razões porque me senti confrontado por esta minúscula coluna da Bose. Achava, pura e simplesmente, impossível conseguir um som convincente, quanto mais potente e presente, de uma coisa destas. Sempre associei este tipo de monocoluna transportável (à excepção de algumas gloriosas máquinas, como as Zeppelin da B&W mas cujo preço é alto demais e não são tão transportáveis) a um som rafeiro, estridente e sem graves. Tipo aquele reproduzido pelo telemóvel de um jovem qualquer que teima em brindar as ruas com o seu gosto musical (que não pode ser grande coisa ao se permite ser ouvido assim). Em suma, uma coisa de fugir. Daí que, quando me entregaram a caixa com a SoundLink Mini, comecei por torcer o nariz, mesmo ciente das capacidades únicas da marca e que podem ler num ou dois ensaios que já fiz.

O que me aconteceu depois de ligá-la é digno de um videoclip.

A SoundLink Mini é extremamente pequena (5,08 x 5,84 x 18,03cm, sensivelmente um palmo de largura) e pesa ligeiramente mais de meio quilo (670 g). O corpo de alumínio mostra extremo cuidado na concepção e construção, ambas de alto nível. No topo encontramos os comandos on/off, som (+/- e Mute, o directo para Bluetooth e o directo para auxiliar. Num dos lados duas entradas, AC e ficha 3,5mm. Em baixo, a ligação para uma base de apoio de carga rápida (não muito útil, visto que a própria coluna já tem um apoio de borracha) e uma entrada microUSB que, à semelhança dos outros equipamentos da marca, só serve para receber upgrades de software.

bose-soundlink-mini-bluetooth-mobile-speaker_MLB-O-4480729759_062013

Ligação às fontes

Emparelhar qualquer equipamento é tarefa de segundos e fi-lo com dois smartphones (um Lumia 925 e um Sony Z1 de ensaio). Nomeio as fontes porque quanto mais qualidade oferecerem, melhor som conseguimos obter da Bose, e nada melhor que um verdadeiro Walkman, mesmo que faça chamadas, para conseguir pleno resultado.

Mas depressa comecei a utilizar a Mini como coluna para o computador, ligada directamente por 3,5mm ao mesmo, o que me possibilitou ouvir clips do Youtube com uma pujança até aí só possível com alguns auscultadores.

Um dia depois ainda fui mais longe e emparelhei-a com a TV que também tem Bluetooth. Os filmes e séries TV melhoraram consideravelmente. Podemos memorizar até seis fontes diferentes e basta aproximar a que queremos usar no momento para a ligação ser estabelecida automaticamente.

Quem me conhece, sabe que gosto de mostrar estes equipamentos e explicá-los aos convivas. Esta SoundLink Mini provou-se uma fonte inesgotável para exclamações de grande espanto. Ninguém quer acreditar que um som tão potente, com tanta presença, com graves dignos desse registo, agudos muito bem definidos e até uma potência convincente, podem sair de uma caixa tão minúscula. O resultado foi directo: todas as pessoas que a ouviram querem uma. Parabéns Bose!

Bose-SoundLink-Mini-dock

A construção

A Mini tem dois twitters, cada um bem colado nos extremos esquerdo e direito do painel frontal, forçando a noção espacial e, por conseguinte, estereofónica, algo muito difícil neste tipo de soluções. No meio deles e ao centro, com saída frontal e traseira, está colocada uma unidade mais larga e profunda, a tal que consegue todo aquele “corpo” sonoro. Tudo isto está tapado, tanto à frente como atrás, por duas grelhas de belo efeito.

Esta construção, com saída de som em ambos os sentidos, tem mais influência do que podemos pensar à partida: o lugar onde colocamos a Mini passa a ser muito importante. Quanto mais a juntarmos a uma parede, mais encorpado e grave o som fica. E, garanto-vos, não é preciso chegarmos ao máximo para ser mais que suficiente para encher uma sala média.

soundlink_mini_large_102

Conclusão

Estou viciado e vou comprar uma! E se isto não é um bom exemplo da qualidade desta “pequerrucha”, nada mais o é.

Outra consideração importante é o facto dela aguentar mais de sete horas de reprodução com uma carga que demora cerca de três horas. A questão é se o nosso smartphone aguenta assim tanto tempo, visto que “desperdiça” energia em chamadas, mensagens, dados, etc.

Um pequeno aparte: ter esta Bose no momento em que a EDP decidiu demorar duas horas a repor a electricidade no bairro, demonstrou outra vantagem: jantou-se à luz das velas embalados por uma ambiência fantástica que fez, de certeza, a inveja de todos os vizinhos.

O único ponto menos bom é o facto de ter de carregar o alimentador sempre que a queira levar para longe e por mais que um dia. A ficha USB poderia servir também para uma carga mínima e rápida. Por outro lado, e embora o nível de som possa ser comandado por smartphone, o mesmo não acontece enquanto ligada a uma TV ou mesmo ao computador. E um comando, por minimal que fosse, poderia estar incluído no pack.

Deixo para o final o preço: 199,95 €!

Acho-o justíssimo. A qualidade tem um preço e neste caso nem está alto. Paa compor o ramalhete, existem, como acessórios, um saco de transporte e capas de protecção:

soundlink_mini_covers_overview

Características

Dimensions

Speaker

  • Height: 2.0 in (5.1 cm)
  • Width: 7.1 in (18 cm)
  • Depth: 2.3 in (5.8 cm)
  • Weight: 1.5 lbs (.67 kg)

Charging cradle

  • Height: .5 in (1.27 cm)
  • Width: 6.0 in (15.24 cm)
  • Depth: 2.0 in (5.1 cm)
  • Weight: 1.75 oz (49.6 g)

Wall charger

  • Height: 2.25 in (5.7 cm)
  • Width: 1.75 in (4.4 cm)
  • Depth: .5 in (1.3 cm)

Cord: 54 in (1.37m)

Inputs/outputs

  • 3.5 mm auxiliary input
  • Micro-USB port
View side of product
View side of product»

Speaker details

  • Wireless range up to 30 ft
  • Battery life up to 7 hrs
  • Power rating: 100 – 240V

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

1 comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Breves

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata