Cinco dicas Canon para apreciar, sem lesões, o eclipse do Sol

sol

De acordo com o entusiasmo que precede o eclipse do sol e assinalar grande equinócio da Primavera, a acontecer já amanhã de manhã, 20 de março, a Canon enviou um comunicado com alguns conselhos e técnicas específicas para apreciar e gravar para todo o sempre este raro acontecimento, mesmo que seja parcial em Portugal.

Para evitar lesões e riscos oculares a Canon preparou cinco dicas sobre como tirar as melhores fotografias, aproveitando de melhor forma a luz e a composição, e como fazê-lo de forma segura.

1. Utilize um filtro solar específico

Os especialistas consideram vital que nunca se olhe diretamente para o sol – pode ser extremamente perigoso para os seus olhos e, em alguns casos, causar cegueira. Tendo isso em conta, é importante utilizar um filtro solar específico, adequado à observação do sol e vendido em reputadas lojas de astronomia, que protegerá não só os seus olhos mas também a câmara. Não tente olhar através de qualquer obturador ou fotografar o sol sem um filtro solar próprio, fixado na objetiva.

image002.jpeg

Photograph by Jacob Martin 

2. Utilize pinholes naturais

Se não tem acesso a estes filtros solares, pode conseguir
de forma segura captar as formas crescentes criadas pelo eclipse solar projetadas através de uma pinhole. As pinholes naturais são criadas através dos espaços entre as folhas de árvore para criar as formas crescentes no chão ou paredes adjacentes. Se não tem árvores por perto, pode fazer a sua própria versão colocando-se de costas para o sol e segurando um passador ou outro objeto doméstico semelhante para que a luz passe através dos buracos. Pode também escrever o seu nome em papel com alfinetes e deixar a luz passar projetando o seu nome no chão. Se tirar múltiplas fotos ao longo do eclipse, consegue documentar o seu progresso.

3. Fotografe o ambiente

Fotografe os efeitos do eclipse no ambiente à sua volta. Os animais são sensíveis à mudança da luz, mesmo quando nós não somos. Por isso, observe os animais e outra vida selvagem à medida que reagem ao eclipse. E olhe para a sua própria sombra enquanto mantém os seus dedos ou mãos num ângulo de 90º um para o outro – uma sombra vai ser mais nítida que a outra.

image003.jpeg

 Photograph by resakse 

4. Registe a emoção

Por fim, se estiver a fim de algo mais arrojado,
assim que o sol desaparecer em eclipse total pode tirar os seus óculos e os filtros solares da câmara para fotografar de forma livre e direta durante dois minutos. É complexo conseguir close-ups detalhados mas imagens de anglo amplo que mostram a mudança da luz no céu podem ser muito bonitas, captando a experiência e a emoção do evento. Se não tentou isto antes, procure aconselhamento com pessoas com mais experiência neste tipo de fotografia ou uma organização ou observatório astronómico reconhecido.

Segundo Rui Rosado, Professional Imaging Intelligence da Canon, “Não é todos os dias que temos a oportunidade de fotografar algo tão extraordinário como um eclipse solar, por isso quando temos vale a pena seguir estes passos para obter uma imagem astronomicamente especial. Na Canon queremos ajudar a criar as fotos mais incríveis e únicas possível, e fabricamos as nossas câmaras com esse pensamento em mente.

Aproveitar a beleza e raridade dum eclipse para tirar excelentes fotografias vale mesmo a pena, no entanto é necessário estarmos sensibilizados para as implicações que olhar para o sol, mesmo através duma objetiva, pode trazer. Por isso recomendamos que leiam os conselhos de segurança divulgados pelos especialistas, antes de saírem à rua de câmara na mão.”

Tags from the story