ChillHub, o futuro do frigorífico

chillhub

O futuro, que já deveria estar a acontecer, passa por electrodomésticos inteligentes e interligados. Se falamos muito na Internet das Coisas, e em todo o seu potencial, esquecemos que o nosso dia a dia poderá mudar drasticamente com esta futurologia. Se já existem frigoríficos inteligentes, até com ecrãs tácteis ligados à net para irmos anotando a lista de compras, a primeira prova de que realmente estamos a avançar é o ChillHub, o frigorífico “smart” open-source que nos avisa de que o leite está estragado, a sopa passou do prazo e o peixe já não pode ser comido.

Este ChillHub tem uma secção que inclui dois Hubs-USB (que oferecem oito portas USB) e Wi-Fi embutido, componentes que tornam possível “a conversa” com sistemas de controlo como o Nest e o Onecue. Mas como open source que é, o sistema é compatível com muitos sensores e hardware que já existem e há toda uma comunicade a trabalhar em soluções que o transformem num electrodoméstico verdadeiramente útil, com exemplos muito interessantes: luzes LED que desinfectam o interior, uma gaveta especial que mantenha suave e cremosa a manteiga guardada, até mesmo um local específico para ovos onde se pode… cozinhá-los. Não sei muito bem como se processa o caso, mas é uma ideia.

A Firstbuild é uma plataforma comunitária que está a guardar e apresentar todas estas ideias. Já contam com 55 componentes e muitos protótipos. Até estão disponíveis os planos para impressão 3D.

Do que estão à espera para engrossar a lista?