Empresa aposta na sua arquitectura EcoStruxure para resposta às recentes necessidades de transformação digital do mercado de edifícios


comunicado de imprensa:

A Schneider Electric realizou no passado dia 25 de outubro na Cidade do Futebol, o Buildings Re-Invented, um evento exclusivo que contou com mais de 180 participantes entre clientes e parceiros.

Com o objectivo de dar a conhecer a sua visão quanto ao futuro dos edifícios digitais, quer ao nível das tendências, quer ao nível dos desafios e oportunidades que a digitalização promove neste mercado específico, a marca demonstrou também a capacidade de resposta da sua plataforma EcoStruxure perante a mudança de paradigma na forma como vivemos os edifícios.

Num momento em que assistimos à maior migração urbana de todos os tempos com a perspectiva de, até 2050, existirem 2.5 mil milhões de pessoas a deslocarem-se para as cidades, torna-se urgente discutir o futuro dos edifícios e as tecnologias que darão resposta aos novos desafios.

Esse foi o ponto de partida do Buildings Re-Invented que contou com a presença de diversos elementos da Schneider Electric, entre eles João Rodrigues, Country Manager da Schneider Electric, que aproveitou o momento para falar sobre a nova realidade em que vivemos “O futuro passa pelo eléctrico e pela gestão da energia, ou seja, caminhamos para a convergência entre dois mundos, duas faces da mesma moeda que se complementam e que irão facilitar o desenvolvimento de sistemas híbridos”.

A convergência entre IT e energia foi aliás um dos temas em discussão dado que até 2020 teremos cerca de 50 mil milhões de dispositivos conectados a fornecer dados.

Segundo Rui Queiroga, Building Business Vice President da Schneider Electric Portugal, “por si só não acrescentam valor. Serão necessárias soluções de analítica que permitam extrair e decifrar os dados, transformá-los em informação, gerando valor acrescentado para melhorar a eficiência energética e operacional dos edifícios e dos que nele trabalham, vivem ou simplesmente se divertem.

O dilema do consumo energético esteve também em destaque no que toca aos desafios que toda a transformação acarreta, como é o caso de Lisboa, onde 60% do consumo de electricidade é em edifícios.

Segundo a Schneider Electric, nos próximos 20 anos, a necessidade de energia a nível mundial terá um aumento na ordem dos 60% o que nos fará mudar a forma como construímos e operamos os edifícios.

Por outro lado, não há margem para paragens ou erros em edifícios críticos, como por exemplo um hospital onde é necessária a continuidade do serviço a 100%.

Através do EcoStruxure, a arquitectura habilitada para IoT, aberta e interoperável da Schneider Electric é possível obter valor acrescentado no que diz respeito a segurança, fiabilidade, eficiência, sustentabilidade e conectividade.

O futuro dos edifícios passa pela implementação de sistemas conectados que irão permitir melhorar a experiência de cada cliente, seja num hotel ou de um utente num hospital.

Nos dias que correm, já é possível identificar em tempo real e em qualquer parte do mundo como está a funcionar um determinado edifício, o que eleva a gestão para outro patamar no que toca à eficiência energética e à redução de custos.

No final do Buildings Re-Invented os presentes tiveram a oportunidade de conhecer a a arquitectura EcoStruxure através de diversas demonstrações de algumas das soluções de supervisão e analítica apresentadas num marketplace 100% digital, nomeadamente, o Power Monitoring Expert que permite um maior controlo local monitorização e qualidade de energia, contribuindo para a continuidade de serviço e maior segurança às empresas.

Outra solução em destaque foi o Building Advisor, que permitirá aos clientes uma maior capacidade analítica do seu sistema de gestão técnica e que terá impacto na eficiência quer energética, como operacional.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Análises – reviews

Breves

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata