Asus VivoPC VC60 – ensaio

Pequeno, puro, cheio de design, o Asus VivoPC é a resposta para qualquer escritório ou ambiente doméstico.
8 Design
7 Construção
7 Inovação
7 Qualidade
8 Factor X5
7.4

asus_vivopc_2

Tenho um (não) problema: trabalho com um extraordinário monitor Philips UltraWide HD, daqueles de formato cinematográfico 21×9, onde posso abrir três páginas ao mesmo tempo, como por exemplo e neste momento em que escrevo este ensaio, uma página Word, o painel backoffice do Xá das 5 e lista de características técnicas do Asus VivoPC.

Todos vós se levantam indignados e gritam simultaneamente “mas isso é um problema?” e compreendo a reacção. Mas conto: não tenho PC de secretária mas antes um laptop que tem de estar aberto para aceder ao botão on/off. E, basicamente, ocupa imenso espaço na secretária, gasta mais energia, as ventoínhas não param porque trabalha 24/7 e… não posso melhorá-lo sem gastar uma pipa de massa.

Então, dizem bem, a solução é encontrar um PC. E se vocês o dizem, há que tempos o tento.

Não preciso de um super PC, mas tenho de contar com um similar, pelo menos, ao meu Macbook Pro que tento, por tudo, salvaguardar desta exposição contínua à electricidade. Portanto, preciso no mínimo de um i5 com 8GB de Ram e um disco SSD… vá lá, um HD a 7200 rpm. Ou melhor, um híbrido WD Black 2 que… até tenho montado num outro que já não me serve pela antiguidade. Pronto! E quero uma caixa pequenina, pois não preciso de torres espalhafatosas com leitor de CDs (não me lembro da última vez que usei um). Dirão vocês “ah, mas isso é fácil”. É? Então desafio-os a encontrar um que não seja este Asus ou, vá lá, o Acer AspireX que é um bocadito maior mas difícil de encontrar nas lojas abertas com balcões a público.

Vivó PC?

Sim, “vivóPC!” mesmo sendo utilizador Mac (o que é totalmente diferente de ser utilizador Apple). Este pequeno Asus pode ser a resposta às minhas preces, visto que o preço do Apple Mini é apenas anedótico. O Asus apresenta-se num design fabuloso porque mais simples não há, uma dimensão minúscula e ligações suficientes para poder trabalhar com quase todas as necessidades e acessórios. Calhou-me na rifa o modelo Asus VivoPC VC60 com processador Intel Core i5-3210M de 2,5 GHz e 4GB de memória DDR3 a 1600 MHz. O disco com 500GB servirá a maior parte dos interessados, mas eu preciso de mais, confesso.

Esta pequena, mas muito bonita, caixa apresenta-se totalmente limpa de entradas ou ligações, reservando a traseira para aglomerar tudo o que pode: 4 x USB 3.0, 2 x USB 2.0, LAN, HDMI, Mini DisplayPort, Série, óptica S/PDIF, mic e phones. Ainda tem leitor de cartões SD, o botão on/off e um espaço para ventilação.asus_vivopc_back

 

Podemos contar e bem com o Wi-Fi 802.11ac para menos um cabo ligado. Aliás, se tudo correr bem, este VivoPC trabalha com apenas dois cabos, o que o liga à tomada e o que o liga ao monitor (se usarmos teclado e rato sem fios). Mais simples não há. A própria marca fez acompanhar este Vivo PC pelo rato inovador Vivo Mouse que mais parece a a nave Enterprise da mítica série StarTrek. É táctil e possibilita muitos comandos, como o Apple Magic Mouse, mas, confesso, nunca me adaptei ao seu design. Em conversa com alguns companheiros de ofício, percebi que houve reacções idênticas à minha e outras totalmente maravilhadas com a novidade.

Fica ao critério de cada um.

 

 

 

 

ASUS-VivoMouse_1

Para mudarmos algum elemento, basta puxar a tampa e temos acesso facilitado ao interior, uma das boas coisas desta construção. O calor é também dissipado lateralmente, pelas pequenas e quase imperceptíveis ranhuras.

E então, sim ou não?

Não para os que não dispensam edição vídeo complexa ou jogos absoluta e graficamente poderosos. Sim para todos os outros, que são uns 80%. E isto porque a gráfica está integrada no processador, e embora a Intel HD 4000 chegue e sobeje para ver filmes, engasga-se quando precisamos de maior processamento. Não há milagres, certo? Não quero com isto dizer que não se pode montar um vídeo. Claro que sim! Mas temos de ter a noção de alguns limites.

Posso também apontar outro ponto menos bom: se por um lado o design limpo e sem ranhuras inestéticas é bonito de se ver, por outro deveria ter levado em conta uma entrada USB frontal, assim como o leitor de cartões, e seria muito mais prático. Como se apresenta, obriga-nos a ter de fazer alguma ginástica para ligar uma simples Pen. E a nossa vida é, hoje em dia, feita de Pens.

Podemos ainda montar o VivoPC no painel traseiro do monitor, através do sistema VESA.

 

Conclusão

Gosto, francamente, do Asus VivoPC e, a ficar com um, comprava-o sem disco rígido de origem para montar o meu híbrido SSD/HDD. Aumentava-lhe a Ram para o dobro e ficaria com uma máquina muito interessante. Mas com esta configuração, já estaria a gastar bom dinheiro no que é, afinal, um Mini PC.

De origem, vem completo e com bom preço. O Vivo Mouse é, comparativamente, um acessório caro, o que é pena. O VivoPC é perfeito para um escritório doméstico ou profissional e para quem prefira o conforto e qualidade de um monitor externo maior que o ecrã de um portátil.

É também perfeito para servir como Multimedia Home System, ligado à TV da sala e ao amplificador áudio. 500GB ainda dão para muito filme e fotos. E é para esse tipo de utilização que o Vivo mouse foi pensado.

 

PVP Asus VivoPC: 400€ (aprox. versão ensaiada)

PVP Asus Vivo Mouse: 40€

Tags from the story
,