A Altec Lansing parecia adormecida, mas eis que nos cativa com a forma mais que perfeita de um OVO que bomba música como “coluna” grande


A Altec Lansing renasceu com toda uma nova dinâmica e uma linha de produtos devera apelativa.

Desta feita, analisei a coluna OVO que tem um formato arredondado, bem original, com uma construção digna de registo e um som a condizer.

Tem até um “assistente virtual” que fala connosco e nos informa, em voz melódica mas séria, qual é a entrada de som que estamos a utilizar ou o estado da bateria.

O corpo

A Altec Lansing OVO tem o corpo em alumínio, o que desde logo lhe garante um aspecto premium.

É pesada quanto baste para lhe percebermos o valor e tem uma pega em couro que não serve apenas para embelezar.

É perfeita para a podermos deslocar de sala em sala. mas não tanto que nos permita fazer grandes caminhadas. É que pesa.

A parte frontal é dominada pelo tecido que protege os dois tweeters de 10 watt cada e os dois woofers de 20 watt cada.

Sim, temos quatro fontes a bombar áudio com uma saída de ar traseira que demonstra bem o cuidado técnico com que a marca olhou para este seu produto.

Centrado na frente, de forma vertical, temos um LED de tamanho generoso que muda de cor conforme a opção de reprodução que escolhemos e até nos permite perceber quando a coluna está ligada ou até com bateria fraca, do azul ao vermelho. Dá um ar cool numa sala ou quarto pouco iluminado.

Na parte traseira o botão on/off, uma ligação USB para permitir carregar um smartphone, por exemplo (não serve para input de fonte sonora), um mini-jack para ligarmos qualquer equipamento através de cabo e a entrada para a ficha de alimentação.

No topo, apenas quatro botões redondos: M para mudar de fonte e também para emparelhamento, -/+ para o volume e play/pausa. Tudo muito simples

As qualidades

A maior das qualidades desta OVO é a amplitude sonora e som redondo, cheio e preenchido que reproduz.

Confesso que não esperava tamanha pujança de uma unidade que não tem assim tanto gabarito como uma Bose ou Sony, mas tamanha audácia acústica com um preço muito mais em conta, fazem da OVO uma verdadeira opção para termos em casa e para a levarmos para férias.

Não é uma coluna que consiga alimentar festas com muita gente, tem os seus limites, mas está mais que apta para fazer de orquestra convidada para um jantar, embalar a conversa de pessoas numa sala de estar ou, muito melhor, ser a nossa “aparelhagem” no quarto de dormir.

Para além do design estar muito conseguido, pela originalidade, é a qualidade de construção que nos seduz.

O metal aliado ao coro fica sempre bem e um LED azul compõe o ramalhete. A pega garante que a viagem se faça sem percalço, pois está bem ajustada, tem uma boa largura e aguenta bem o peso do conjunto.

As características

A bateria aguenta a reprodução cerca de seis horas e com som a bombar. Não é mau, mas o tamanho da OVO merecia ter mais longevidade.

Se pensarmos que esta coluna também serve como Powerbank, podemos descarregá-la bem depressa a alimentar os iPhones dos amigos que convidámos para uma festança.

De salientar a possibilidade de emparelhamento por Bluetooth 4.0, assim como por NFC. A ficha 3,5 mini-jack é sempre, quanto a mim, uma obrigação neste tipo de equipamentos e lá está montada na traseira da OVO.

Concluindo

A Altec Lansing OVO espreme 50 watt do seu arredondado e muito estiloso corpo.

O som é realmente bom, com graves potentes, médios e agudos que satisfazem a música mais pop.

Não é uma coluna para sons mais pesados e, por vezes, aquando a reprodução de uma peça mais erudita, o choro de um violino solo pode ser um pouco estridente. Mas é, como sempre, uma questão de gosto e apetência de quem ouve. Ou “Ovo”, neste caso, se me permitirem a piadola fácil.

Muito bem, Altec Lansing, parabéns!

Distribuída pela esotérico.pt, a OVO custa 190€.

João Gata

Começou em vídeo e cinema, singrou em jornalismo, fez da publicidade a maior parte da vida, ainda editou discos e o primeiro dos livros e, porque o bicho fica sempre, juntou todas estas experiências num blogue.

View all posts

Add comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Analista ao volante do novo Mercedes Classe A

Análises – reviews

Breves

Siga o Xá das 5, um blogue de João Gata